MENU

'Fiquei em estado de choque', diz vítima de assalto em metrô no Rio

'Fiquei em estado de choque', diz vítima de assalto em metrô no Rio

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 9:03

As vítimas do assalto no metrô do Rio relataram , descreveram os momentos de pânico que viveram na noite de quinta-feira (12), quando bandidos armados invadiram um trem da Linha 1. “De repente um cara virou pra mim e falou ‘perdeu, perdeu, perdeu’. Eu fiquei em estado de choque e pensei ‘o que está acontecendo? No metrô?’. O cara falou ‘abre tudo’. Abriu minha mochila, disse ‘quero seu celular, a carteira’. Aí passou um outro com a pistola e disse ‘o cordão também’, arrancou do doutro, uma senhora começou a chorar”, contou Bruno Antonio de Souza, analista de sistema.

Os trens das linhas 1 e 2 do metrô no Rio circulam normalmente, com intervalos regulares, na manhã desta sexta-feira (13). Os criminosos estavam no último vagão quando anunciaram o roubo. De acordo com a concessionária Metrô Rio, que administra o metrô no Rio, o assalto ocorreu próximo à estação Estácio de Sá, na Zona Norte da cidade. Segundo a empresa, por volta das 21h, sete criminosos renderam os passageiros que seguiam para a Praça Saens Peña.

Testemunhas reclamam da falta de seguranças. De acordo com a caixa Apolonia Andrade de Farias, todos os homens estavam armados. “Meteram a mão na bolsa, levaram todos os pertences, gritando, xingando. A sensação é de desespero”, disse ela.

Uma outra testemunha, que preferiu não se identificar, contou que o assalto só teve fim quando uma passageira conseguiu acionar o botão de segurança. Ela avisou o condutor o que estava acontecendo. O trem foi levado ao Estácio e todos tiveram que sair, inclusive os bandidos, que atiraram para o alto e fugiram.

O assalto

Policiais do 1º BPM (Estácio) foram acionados para o local. De acordo coma PM, não há informações sobre tiroteio. No entanto, testemunhas contaram à polícia que ouviram tiros dentro do vagão.

Ainda de acordo com o Metrô Rio, pelo menos 15 pessoas tiveram os seus pertences roubados. Policiais militares fizeram buscas na região, mas nenhum suspeito foi localizado.

“De repente a gente viu e começaram a gritar ‘assalto, assalto, assalto’, eu vi só dois meninos com armas, mas havia mais pessoas com armas, e a gente começou todo mundo a se jogar no chão. Mandaram a gente ser rápido, eu joguei todas as minhas coisas em cima do banco e ele (assaltante) pegou o meu relógio”, contou uma passageira, cuja identidade foi preservada.   Circulação interrompida

Por medida de segurança, a concessionária Metrô Rio informou que cortou a energia dos trilhos entre as estações Central do Brasil e Saens Peña às 21h15, interrompendo momentaneamente a circulação de trens neste trecho. A energia foi religada às 21h50 e a operação foi retomada.

O Metrô Rio afirmou, ainda, que ressarciu os passageiros que não puderam continuar a viagem. A concessionária ainda está apurando o caso em conjunto com a Secretaria estadual de Segurança Pública do Rio. O caso foi registrado na 6ª DP (Cidade Nova).

Passageiro esfaqueado em metrô

Ainda na quinta-feira, pela manhã, um passageiro foi esfaqueado dentro de um trem do metrô, na Linha 2 que seguia para o Centro do Rio, nas imediações da estação de Del Castilho. De acordo com testemunhas, os dois homens discutiram e um agrediu o outro.

De acordo com a assessoria do Metrô Rio, quando o trem parou na estação, às 10h40, o suspeito tentou fugir. Um segurança tentou deter o agressor, mas também foi ferido. Na correria, o homem acabou detido por outros dois seguranças.        

veja também