MENU

Fiscalização apreende 14 veículos irregulares nos acessos ao Corcovado

Fiscalização apreende 14 veículos irregulares nos acessos ao Corcovado

Atualizado: Segunda-feira, 26 Julho de 2010 as 9:56

A Subsecretaria de Fiscalização de Transportes apreendeu neste domingo (25) quatro veículos nos acessos ao Corcovado. A operação, que começou na sexta-feira (23), teve um total de 14 apreensões, a maioria por motivo de documentação irregular para atuar na prestação do serviço de transporte de passageiros na modalidade táxi e de fretamento.

Nos três dias, 54 veículos foram avaliados pela subsecretaria na Rua Cosme Velho e nas estradas do Corcovado e das Paineiras.

A ação teve apoio de policiais militares do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur) e do Batalhão de Policiamento de Choque (BPChq).

Todos os veículos penalizados s poderão voltar a circular com passageiros pelas ruas da cidade após terem os seus problemas solucionados e passarem por uma nova vistoria junto Secretaria Municipal de Transportes (SMTR).

Abusos de flanelinhas

No dia 14 de julho, o G1 percorreu alguns do acessos do Corcovado . Na ocasião, quem quis visitar a atração turística teve que enfrentar abusos de alguns taxistas e de flanelinhas. “Um rapaz nos pediu R$ 20 quando estacionamos o carro. Demos R$ 10 e ele saiu correndo”, contava a psicóloga Thereza Bizzo a policiais militares em uma patrulha, em uma rua próxima à estação da Estrada de Ferro do Corcovado, no Cosme Velho, na Zona Sul do Rio.

Ao lado da estação, pelo menos cinco flanelinhas abordavam motoristas que tentavam estacionar nas ruas próximas.

“Somos de Niterói, mas há 15 anos moramos em São Paulo. É um absurdo essa situação no Rio, afinal estamos querendo visitar uma das maravilhas do mundo”, reclamou Thereza, referindo-se à eleição mundial que consagrou o Cristo Redentor como uma das sete maravilhas do mundo contemporâneo, em 2007, ao lado de monumentos como a Grande Muralha da China e do Coliseu, em Roma. Junto com o marido e as duas filhas gêmeas pequenas, ela foi pegar uma condução até o Cristo.

Minutos depois, Thereza voltou com a família para o carro. “Desistimos. Estão cobrando muito caro e está muito confuso. Vamos para o Pão de Açúcar ver se damos mais sorte”, resignou-se. A conta para a família visitar o Cristo sairia por quase R$ 200.

O valor é o custo de quatro passagens de ida e volta - R$ 25 cada -, em vans, do Cosme Velho até a Estrada das Paineiras, onde fica a entrada para o Cristo. Lá, o ingresso por visitante custa R$ 24,20, incluído o translado em vans, ida e volta, até o monumento. O valor total para a família de quatro pessoas daria R$ 196,80 - isso sem comprar um sorvete sequer para as gêmeas.

veja também