MENU

Fiscalização descarta 360 kg de alimentos de supermercado no Rio

Fiscalização descarta 360 kg de alimentos de supermercado no Rio

Atualizado: Quarta-feira, 11 Agosto de 2010 as 3:12

Uma fiscalização realizada nesta quarta-feira (11) pela Vigilância Sanitária no supermercado Assaí da Ilha do Governador, no subúrbio do Rio, descartou cerca de 360 kg de alimentos sem procedência e considerados impróprios para consumo. A ação aconteceu em parceria com a Subprefeitura da Ilha do Governador, motivada por denúncias. Dentro do estabelecimento foram encontradas inúmeras irregularidades como fezes de rato na parte de trás dos armários da área de vendas, infiltração na parede próxima ao local onde os cereais ficam armazenados, além de um balcão com vidro quebrado, que dava choque e impossibilitava a conservação adequada dos alimentos.

O supermercado recebeu dois Autos de Infração, sendo multado em mais de R$ 3 mil. Também foram expedidos quatro Autos de Intimação, dois para correção da parte estrutural como troca de pisos e manutenção de vestiários, e outros dois de ordem técnica com prazo máximo de 72 horas, como a dedetização e limpeza do ambiente.

O que diz o supermercado

Em nota, a rede Assaí afirmou que o fato é uma questão pontual e que caracteriza quebra do procedimento operacional. Segundo a assessoria, os funcionários foram reorientados a redobrar a atenção sobre o padrão exigido pela empresa.

Denúncias

A operação aconteceu depois que clientes comunicaram a Subprefeitura da Ilha do Governador sobre irregularidades na loja. Segundo o subprefeito Victor Accioly, a primeira denúncia relatou a presença de pássaros na área de vendas.

“De lá pra cá recebemos mais reclamações de pessoas que apontavam desde a existência de ratos e insetos até problemas com o peso e preço de azeitonas”, contou Victor.

Problemas em outra loja da rede

Na semana passada, foram apreendidas seis toneladas de alimentos fora da validade na mesma rede. A apreensão aconteceu na filial da Freguesia, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio.

O gerente do supermercado chegou a ser detido. De acordo com a Vigilância Sanitária, entre os alimentos vendidos ilegalmente havia laticínios, frutas, carnes e pão. O supermercado foi multado por falta de higiene e por comercializar alimentos fora da validade.     Postado por: Thatiane de Souza

veja também