MENU

Flanelinhas cobram até R$ 150 por vaga no Morumbi em dia de show

Flanelinhas cobram até R$ 150 por vaga no Morumbi em dia de show

Atualizado: Segunda-feira, 10 Outubro de 2011 as 1:55

Flanelinhas cobraram até R$ 150 de motoristas que tentaram estacionar em ruas da região do Estádio do Morumbi, na Zona Sul de São Paulo, neste sábado (8) e domingo (9) durante o show do cantor canadense Justin Bieber.

Como as vagas vigiadas pelos flanelinhas muitas vezes são irregulares, em locais em que é proibido estacionar, carros foram guinchados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

“A gente sabe que ninguém tem obrigação de cobrar, mas até então a gente tem que respeitar. A gente está debaixo de uma chuva. Tem que pagar, no mínimo”, diz um dos flanelinhas. Outro garante que o produtor do SPTV não será multado se parar na vaga oferecida por ele. O estacionamento de R$ 150 não tinha seguro, mas era fechado, garantiu outro rapaz.

O pagamento pós-show não é aceito pelos guardadores de carro. Contudo, eles não dão garantias que o veículo estará inteiro na volta. Os flanelinhas exigem que o motorista pague antes e pedem para a pessoa parar em local proibido. Um homem que vive disso há dez anos contou que não ameaça o motorista. “Eu apenas pergunto se quer que eu arrume uma vaga. Não obrigo a pagar, eu apenas peço um valor. Eu não sou flanelinha, eu arrumo vaga para a pessoa estacionar.”

Na quinta-feira (6), o tenente responsável pelo policiamento militar, Razuk Marçal, falou que a PM iria combater a ação dos flanelinhas. “Existem 450 policiais, 150 na parte interna e 300 na parte externa e certamente eles estarão averiguando, identificando e detendo caso venham a cometer um tipo de delito.”

Nesta segunda (10), o porta-voz da PM Marcel Soffner disse que o policiamento foi reforçado nos dias do show. “Nós duplicamos, teve mais de 700 policiais, 130 viaturas, 80 cavalos. Fizemos a ocupação prévia, a polícia estava lá desde as 14h. Ocorre que a polícia tem que agir com legalidade e com respeito ao cidadão. Nós sabemos desses problemas, estamos estudando. Isso é importante fazer uma ação planejada. Foram 37 pessoas conduzidas ao distrito policial.”

Garagens

Alguns moradores de casas no entorno do Morumbi abriram suas garagens e alugaram vagas. “A gente queria fazer uma coisa diferente. A gente estava fazendo um churrasco, na piscina. Dinheiro não faz mal para ninguém. Vale pela diversão”, conta o advogado Rodolfo Nogueira.

Para o fisioterapeuta James Montilha, o dinheiro é bem vindo. “A gente cobra R$ 80, R$ 100, depende. A casa é do meu cunhado. Com cinco carros a gente faturou R$ 400 R$ 500 e valeu pelo dia.”

veja também