MENU

Flanelinhas podem ser proibidos em SP se não regulamentados, diz MP

Flanelinhas podem ser proibidos em SP se não regulamentados, diz MP

Atualizado: Sexta-feira, 23 Julho de 2010 as 8:13

O Ministério Público de São Paulo abriu um inquérito civil para descobrir o que as autoridades estão fazendo em relação aos flanelinhas. O promotor de Justiça, de Habitação e Urbanismo, Raul de Godoy Filho, enviou ofício ao governo estadual, à Prefeitura e ao comando da Polícia MIlitar para obter mais informações sobre a atuação dos guardadores de carros.

Segundo o promotor, o MP precisa de orientação. "O que o MP quer é um caminho para que nós possamos tentar, eventualmente, regulamentar o serviço. Não sendo possível, ou sendo inviável, obviamente que esse serviço tem que ser cessado", diz Godoy Filho. A Prefeitura de São Paulo informou que a fiscalização dos flanelinhas é atribuição da Polícia Militar. Em nota, a PM rebateu, dizendo que a atuação dos flanelinhas só é caso de polícia se houver alguma denúncia de extorsão, roubo ou constrangimento ilegal. O governo do estado disse que a resposta da PM é suficiente.

veja também