MENU

Foi tenso por causa do trânsito, diz participante do Intermodal em SP

Foi tenso por causa do trânsito, diz participante do Intermodal em SP

Atualizado: Sexta-feira, 17 Setembro de 2010 as 8:20

Ansioso, antes da largada do 5º Desafio Intermodal, que ocorreu em São Paulo nesta quinta-feira (16), o entregador Carlos Augusto Gallo Jr, o Gallo, de 29 anos, previu que completaria os 14 km da prova em 1 hora e 30 minutos. A bordo de sua bicicleta de dois andares, ele contou após a competição que “foi rápido para caramba”.

“Gastei 32 minutos”, disse o rapaz, um dos 27 participantes do desafio, cujo objetivo é tentar mostrar o meio de transporte mais eficiente em São Paulo. Ele foi o 7º a cruzar a "linha de chegada". A largada ocorreu às 18h15 em uma praça do Brooklin, na Zona Sul, e o destino final foi a porta da Prefeitura, no Centro. Apesar de ter saído ileso da prova, Gallo admitiu um certo medo.

“Foi tenso por causa do trânsito. Os corredores estavam muito justos (cheios de carros). Teve uma hora que peguei uma contramão. Uns carros te respeitam; outros não.” Para ele, a parte mais difícil do Desafio Intermodal, ganho neste ano por um motociclista, foi chegar ao Centro subindo a Rua Augusta no lado dos Jardins. “Só fiquei cansado nessa subida”, afirmou o entregador, que tem marchas na bicicleta.

Gallo teve como companheiro de prova o patinador Leandro Sauer, de 27 anos, que fez o percurso dentro do tempo previsto. “Levei 32 minutos. Era isso que eu achava que ia fazer. Não fui por pistas expressas, então acho que perdi tempo”, contou o rapaz, que aprovou a competição. “É excelente. Deu para passar uma mensagem em grande estilo.”

O Desafio Intermodal acontece no mesmo dia em que tem início a Semana da Mobilidade, que vai de 16 a 22 de setembro. Durante sete dias, a cidade sedia uma série de seminários sobre transporte, trânsito e temas relacionados. Entre os destaques da edição deste ano está a divulgação da pesquisa “Movimento Nossa São Paulo/Ibope - Dia Mundial Sem Carro”.

Um dos resultados do levantamento mostra que o tempo médio de deslocamento do paulistano para realizar sua atividade principal do dia (como ir ao trabalho ou à escola) caiu 6 minutos, passando de 1 hora e 57 minutos, em 2009, para 1 hora e 49 minutos, em 2010. Ainda assim, ele gasta, em média, 2 horas e 42 minutos para fazer todos os deslocamentos diários — um minuto a menos do que gastava no ano anterior.

O levantamento, realizado entre 25 e 30 de agosto, ouviu 805 paulistanos e abordou questões como locomoção, tempo de descolamento para realizar atividades do dia a dia, avaliação do transporte público, meios de transporte mais usados e influência da poluição do ar na qualidade de vida e na saúde.

veja também