MENU

'Foram momentos de terror', diz deputado baleado em assalto em MT

'Foram momentos de terror', diz deputado baleado em assalto em MT

Atualizado: Sexta-feira, 4 Novembro de 2011 as 12:38

Eliene Lima está internado em um hospital particular

de Cuiabá. (Foto: Diógenis Santos/Agência Câmara) O deputado federal Eliene Lima, que foi baleado durante um assalto na noite desta quinta-feira (3) em Cuiabá, afirmou ter vivido momentos de terror durante a ação dos criminosos. Ele estava na casa do delegado aposentado João Evaristo Capetinga quando dois homens armados renderam toda a família.

“Foram momentos de terror, mas poderia ter sido muito pior”, desabafou o deputado em entrevista ao G1 . Eliene Lima disse que todas as pessoas que estavam na casa foram rendidas e os criminosos começaram a buscar dinheiro, joias e objetos de valor. Segundo o deputado, em determinado momento os assaltantes ficaram nervosos e começaram a atirar. “De repente, eles entraram em desespero. Eu vi um deles mirando na minha barriga, aí eu pulei e a bala acertou meu joelho”, contou.

Além do deputado, o delegado João Capetinga e a esposa dele Maria Capetinga também foram atingidos. Um dos disparos atingiu de raspão o braço de Maria, já o delegado foi ferido em uma das mãos. “Entramos todos em pânico e só estamos salvos graças a Deus porque por pouco algo pior não aconteceu”, pontuou. Eliene Lima afirmou que não pretende mudar a rotina ou usar seguranças. “Não preciso usar seguranças. A polícia me disse que eles queriam mesmo era roubar. Então, quem estivesse na reta eles iam pegar e roubar. Não vejo alguém que tenha desejo de vingança contra mim pois tenho uma vida tranquila”, finalizou o deputado.

O caso

O deputado federal Eliene Lima foi baleado durante um assalto que aconteceu em uma residência do bairro Boa Esperança, em Cuiabá. Ele e um amigo, o delegado aposentado João Capetinga, estavam em frente de casa quando dois homens armados renderam e os levaram para o interior da residência.

Segundo a Polícia Militar, os ladrões fugiram levando joias, dinheiro e duas caixas de munição. Até a manhã desta sexta-feira, nenhum suspeito de envolvimento no roubo havia sido preso pela polícia.          

veja também