MENU

Forças de segurança do Rio de Janeiro terão que usar preferencialmente armas não-letais

Forças de segurança do Rio de Janeiro terão que usar preferencialmente armas não-letais

Atualizado: Quarta-feira, 4 Março de 2009 as 12

As forças de segurança do estado do Rio de Janeiro terão que usar, preferencialmente, armas não-letais em eventos, como manifestações e eventos esportivos. A Assembléia Legislativa do Rio (Alerj) derrubou ontem, 3 de março, o veto do governador Sérgio Cabral à proposta de lei, feita pelo deputado estadual Paulo Melo (PMDB).

A Alerj havia aprovado a proposta, mas o governador vetou o projeto. Hoje, 50 deputados decidiram derrubar o veto. Apenas quatro parlamentares acataram votaram pelo veto de Sergio Cabral. Com a decisão, a Lei 421 de 2007 será encaminhada ao governador para sua promulgação. Se o governador não assinar a promulgação, o presidente da Assembléia Legislativa, Jorge Picciani, deverá fazê-lo.

Entre janeiro e outubro do ano passado, as polícias do Rio de Janeiro mataram 985 pessoas, por meio dos chamados autos de resistência, como são registradas as mortes em confrontos com a polícia.

veja também