MENU

Funcionário não viu que criança que se afogou nadava na piscina

Funcionário não viu que criança que se afogou nadava na piscina

Atualizado: Terça-feira, 1 Fevereiro de 2011 as 8:32

O funcionário responsável por esvaziar a piscina do Clube Náutico de Taquaritinga, no interior de São Paulo, não viu que o menino de 5 anos que morreu afogado, neste domingo (30), nadava no local. A água escura teria prejudicado a observação.

Segundo a polícia, o garoto João Paulo de Jesus Maria estava em uma das três piscinas do clube, que era esvaziada, e ficou preso no fundo, sugado pela tubulação. Dois soldados do Corpo de Bombeiros que estavam de folga no clube tentaram reanimar a criança, sem sucesso.

De acordo com o diretor social do clube, José Sérgio Dias, o clube foi fechado nesta segunda (31), em luto pela morte da criança. A diretoria irá apurar o acidente, mas aguarda o resultado da perícia para tomar as medidas cabíveis.  

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso. O delegado Claudinei da Silva considera irregular a falta de uma grade de proteção na tubulação.

Os familiares do menino afirmam que ninguém foi avisado sobre o esvaziamento da piscina. “Só o vimos com as mãozinhas para o alto e depois não vimos mais. O pai dele tentou procurar, procurar. E depois tentaram reanimar a criança, mas ele não voltou”, relatou a prima Cristiana Guedes, que presenciou o momento em que o menino foi puxado pela tubulação.

Foi preciso retirar parte do piso, a alguns metros da piscina, para resgatar o corpo da vítima. O enterro aconteceu na tarde desta segunda-feira (31).

veja também