MENU

Garagem de loja vira posto de saúde após enchente em Friburgo

Garagem de loja vira posto de saúde após enchente em Friburgo

Atualizado: Segunda-feira, 17 Janeiro de 2011 as 3:38

A água e a lama interditaram o único posto de saúde de Riograndina, distrito de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, após a chuva que arrasou a cidade. Os funcionários da unidade improvisaram na garagem de uma loja um posto alternativo para atender a população.

Em meio ao barro estavam caixas de medicamentos, agulhas e macas. Todo o material foi perdido, incluindo refrigeradores para conservar insulina e vacinas. As agentes de saúde Ana Paula de Oliveira e Claudiana Romito contabilizavam, nesta segunda-feira (17), os prejuízos causados pelo transbordamento do Rio Grande.   Segundo as funcionárias, faltam gases e esparadrapos para curativos, soro, termômetros, aparelhos para aferir a pressão e glicose, além de medicamentos para pessoas que sofrem de diabetes e hipertensão.

No posto improvisado, a médica Graziella Monnerat atendia alguns moradores. A principal reclamação dos pacientes eram problemas intestinais causados pela ingestão de água barrenta.

“Atendi alguns pacientes que reclamaram de problemas gastrointestinais, náuseas e vômitos. Mas agora com os serviços de fornecimento de água e luz sendo restabelecidos, a situação tende a melhorar”, disse.

A médica contou que solicitou à prefeitura de Nova Friburgo remédios para leptospirose, já que muitos moradores andaram pela lama sem a proteção de botas de borracha.

“Agora precisamos urgente de remédios para a profilaxia da leptospirose. É de extrema necessidade porque as pessoas andam descalças ou com chinelos e tem contato direto com água suja, lama, barro, então é importante prevenir”, falou Graziella.    

veja também