MENU

Gestante tem cesariana cancelada por falta de UTI neonatal no Paraná

Gestante tem cesariana cancelada por falta de UTI neonatal no Paraná

Atualizado: Quinta-feira, 18 Agosto de 2011 as 11:46

Uma gestante teve a cesariana cancelada porque na maternidade onde ele estava, em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, no Paraná, não havia UTI neonatal disponível. Segundo os médicos, a solução foi transferir a mulher, que está com oito meses de gestação, para um hospital há cerca de 90 km de distância, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, mas também não havia ambulâncias para fazer o transporte.

"Nós esperamos pela ambulância por 10 horas e quando conseguimos chegar até Campo Largo, os médicos decidiram cancelar e transferir a cirurgia, foi frustrante", disse a patroa da paciente Ana Paula Capanini.

Os médicos disseram que a criança deve continuar no útero da mãe para ganhar mais peso. Alertaram que  diante de qualquer complicação, a paciente deverá ser submetida a cesariana com urgência.

O pai Adriano Ferreira disse que apesar da situação, está aliviado. "Agora eu estou mais tranquilo, minha esposa está sendo medicada denovo e passa bem", desabafou.        

veja também