MENU

Globo garante a anunciante que Gerson de "Passione" não é criminoso

Globo garante a anunciante que Gerson de "Passione" não é criminoso

Atualizado: Sexta-feira, 1 Outubro de 2010 as 2:55

O que Gerson (Marcello Antony) faz de tão misterioso no computador "não é algo ilegal, é tratável e é algo do cotidiano". Ele terminará "Passione" como um vencedor. Tudo isso foi garantido pela Globo à Goodyear, que patrocina o personagem, segundo Rui Moreira, diretor de marketing da empresa.

"A gente tem um acordo com a Globo de que não pode ser nada negativo para a marca, que não é relacionado a crime e é algo que tem tratamento", disse à Folha .

"Não teria como a Goodyear ajudar em algo ilegal. A única ação nesse caso seria tirarmos o patrocínio, mas isso [aparecer assim na trama] não teria sentido para nós. Sabemos que é tratável e que é uma coisa do cotidiano."

Gerson é corredor de Stock Car, da qual a Goodyear, na vida real, é fornecedora oficial de pneus. Em "Passione", é patrocinado pela marca e usa seu carro e uniforme. Quando sofreu um acidente, teve depressão e tentou se matar, a Goodyear entrou na história para apoiá-lo. Em cena, um ator no papel do próprio Moreira diz que a empresa está ao seu lado. "Sabíamos que teria altos e baixos. Discutimos [com a Globo] que não fosse nada que prejudicasse a imagem da marca. Percebemos que a recaída seria uma oportunidade para mostrar o quanto a Goodyear apoia as pessoas", afirmou Moreira. Um cartaz com o Programa de Saúde Goodyear, que trata funcionários com dependência química, entrou em cena.

Moreira conta que não sabia que Gerson seria viciado em algo no computador --o que ele vê na tela será revelado neste mês. Já se especulou que seria pedófilo e até viciado em cenas de sexo com animais. "Fico assustado quando leio essas coisas na internet [risos], mesmo sabendo que ele será um vencedor. As reuniões com a Globo me tranquilizam um pouco."

A Globo afirma que "apresenta o perfil dos personagens ao anunciante e que Gerson não é um vilão, apenas tem problemas".

O que Gerson (Marcello Antony) faz de tão misterioso no computador "não é algo ilegal, é tratável e é algo do cotidiano". Ele terminará "Passione" como um vencedor. Tudo isso foi garantido pela Globo à Goodyear, que patrocina o personagem, segundo Rui Moreira, diretor de marketing da empresa.

"A gente tem um acordo com a Globo de que não pode ser nada negativo para a marca, que não é relacionado a crime e é algo que tem tratamento", disse à Folha .

"Não teria como a Goodyear ajudar em algo ilegal. A única ação nesse caso seria tirarmos o patrocínio, mas isso [aparecer assim na trama] não teria sentido para nós. Sabemos que é tratável e que é uma coisa do cotidiano."

Gerson é corredor de Stock Car, da qual a Goodyear, na vida real, é fornecedora oficial de pneus. Em "Passione", é patrocinado pela marca e usa seu carro e uniforme. Quando sofreu um acidente, teve depressão e tentou se matar, a Goodyear entrou na história para apoiá-lo. Em cena, um ator no papel do próprio Moreira diz que a empresa está ao seu lado. "Sabíamos que teria altos e baixos. Discutimos [com a Globo] que não fosse nada que prejudicasse a imagem da marca. Percebemos que a recaída seria uma oportunidade para mostrar o quanto a Goodyear apoia as pessoas", afirmou Moreira. Um cartaz com o Programa de Saúde Goodyear, que trata funcionários com dependência química, entrou em cena.

Moreira conta que não sabia que Gerson seria viciado em algo no computador --o que ele vê na tela será revelado neste mês. Já se especulou que seria pedófilo e até viciado em cenas de sexo com animais. "Fico assustado quando leio essas coisas na internet [risos], mesmo sabendo que ele será um vencedor. As reuniões com a Globo me tranquilizam um pouco."

A Globo afirma que "apresenta o perfil dos personagens ao anunciante e que Gerson não é um vilão, apenas tem problemas".

veja também