MENU

Governador de SP critica nova divisão dos royalties do pré-sal

Governador de SP critica nova divisão dos royalties do pré-sal

Atualizado: Quinta-feira, 20 Outubro de 2011 as 3:18

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), criticou nesta quinta-feira (20) a aprovação no Senado, na quarta (19), de um novo modelo de distribuição dos royalties do petróleo. Para o próximo ano, os estados e municípios que hoje recebem poucos recursos vindos das atividades petroleiras no país poderão repartir R$ 8 bilhões. A proposta votada pelos senadores precisa passar pela Câmara e é ali que Alckmin quer “reverter” o quadro.

“Nós esperamos na Câmara dos Deputados reverter essa decisão, aprofundar esse debate, corrigir uma série de distorções. Nós, estados produtores, temos uma série de despesas, compensações ambientais e necessidades de infraestrutura”, afirmou o governador, que comentou o assunto dentro do canteiro de obras do futuro estádio do Corinthians, na Zona Leste da capital, confirmado pela Fifa como palco da abertura da Copa de 2014.

Para o tucano, o processo deve ser melhor debatido. O principal ponto de discordância é com relação à forma de distribuição dos royalties, que são compensações financeiras aos estados e municípios pelas empresas que exploram o petróleo. “Sou favorável à proposta encaminhada pelo governo federal, pelo presidente Lula, que já fazia a distribuição de forma mais equilibrada.”

A medida aprovada no Senado permite que 51% dos recursos com a cobrança dos royalties seja repartida entre cidades que não produzem petróleo. A parcela para os produtores caiu de 52,5% para 27%.

veja também