Governador sobrevoa capital paulista após temporal

Governador sobrevoa capital paulista após temporal

Atualizado: Terça-feira, 11 Janeiro de 2011 as 10:32

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) sobrevoou, na manhã desta terça-feira (11), regiões de São Paulo alagadas em decorrência das fortes chuvas que atingem a cidade desde a noite de segunda-feira (10).De acordo com a assessoria de imprensa do governo, por volta das 10h10 ele estava na sala de situação do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), órgão público que administra os recursos hídricos do Estado.

De acordo com a assessoria de imprensa do governo, por volta das 10h10 ele estava na sala de situação do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), órgão público que administra os recursos hídricos do Estado.

O departamento não soube informar se Alckmin irá visitar outras cidades que também foram atingidas pelas chuvas.

Nesta madrugada, pelo menos seis pessoas morreram em deslizamentos e enchentes. Só na capital paulista, duas pessoas morreram soterradas na região do Tremembé, na zona norte, e uma foi arrastada por enchente na região central. Em Mauá, no ABC, sobrinho e tio desapareceram em um deslizamento de terra ocorrido no Jardim Zaíra. O corpo do adolescente foi encontrado no início desta manhã pelo Corpo de Bombeiros da região. Após o deslizamento, a Defesa Civil de Mauá interditou cerca de 20 casas no bairro.

A chuva intensa “travou” o trânsito na capital paulista no início do dia. A marginal Tietê ficou em estado de alerta, segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), por causa dos diversos pontos de alagamento provocados pelo transbordamento do rio Tietê.

Pontos de alagamento Entre a noite da segunda-feira e a manhã desta terça, o centro registrou 120 pontos de alagamento na cidade – 51 deles ainda estavam ativos no início do dia. Por causa dos alagamentos, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) suspendeu o rodízio municipal de veículos. A situação foi agravada ainda pela queda de árvores em vários pontos da cidade.

A situação nas estradas do Estado também ficou complicada. Na rodovia Anhanguera, parte de um talude deslizou sobre a pista na altura do km 19, bloqueando a faixa da esquerda da pista sentido São Paulo.    

veja também