MENU

Governadores de SP e GO discutem parcerias entre estados

Governadores de SP e GO discutem parcerias entre estados

Atualizado: Sexta-feira, 4 Fevereiro de 2011 as 10:54

Os governadores de São Paulo, Geraldo Alckmin, e Marconi Perillo, de Goiás, ambos do PSDB, se reuniram na manhã desta sexta-feira (4) no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi, Zona Sul de São Paulo, sede do governo estadual, para discutir parcerias e cooperações entre os estados. Alckmin e o seu secretário da Casa Civil, Sidney Beraldo, receberam Perillo para um café da manhã. Os dois governantes, entretanto, não adiantaram nenhuma parceria já definida entre os dois estados..

"Conversamos sobre as questões de estado, dos nossos estados, possibilidades de parcerias, de cooperação, de complementação econômica. Foi uma boa conversa", resumiu Alckmin, que contou ter sido chamado pelo governador de Goiás para ir até o estado experimentar o biscoito de queijo, quitute típico do estado.

"Ele é um governador do desenvolvimento, que deu um grande impulso à geração de emprego, ao progresso da região Centro-Oeste brasileira. O nosso [programa] Renda-Cidadã aqui no estado foi inspirado no modelo goiano".

Perillo falou sobre a importância de São Paulo para a economia de Goiás. "Ao longo das últimas décadas, São Paulo complementa a nossa economia, as nossas matérias-primas quase todas são industrializadas aqui em São Paulo, e os nossos produtos semi-acabados, industrializados também têm aqui um grande mercado consumidor", disse o governador de Goiás após o encontro.

Os dois governadores também afirmaram que as iniciativas e experiências dos dois estados são modelo de referência para novos projetos. "Esses encontros periódicos que se dão entre Goiás e São Paulo são importantes para atualizar a agenda e definir prioridades daqui para frente", disse Perillo.

Obras em estradas

Após o encontro, Alckmin negou que tenha congelado R$ 3,6 bilhões destinados a obras em estradas e avenidas de São Paulo. Segundo matéria do jornal "O Estado de S. Paulo" publicada nesta sexta, as obras de duplicação da Rodovia dos Tamoios, construção da Ponte entre Santos e Guarujá e ampliação da Avenida Jacu-Pêssego estariam paralisadas. "A Tamoios vai ser feita, nós estamos terminando o projeto de PPP, não se faz uma parceria público-privada em questão de dias. Na Jacu-Pêssego vão ser feitas todas as marginais, a obra deve iniciar em questão de semanas", disse Alckmin.

Por: Juliana Cardilli

veja também