MENU

Governo abre os cofres para combater a dengue no ES

Governo abre os cofres para combater a dengue no ES

Atualizado: Quarta-feira, 26 Outubro de 2011 as 3:38

Quase 50 mil capixabas já tiveram dengue só neste ano, em casos registrados pela Secretaria Estadual de Saúde. Neste mesmo período, foram 25 mortes por causa da doença. Com o objetivo de diminuir ao máximo o número de casos de dengue do estado, o governo fará um investimento de R$ 2 milhões. De acordo com secretario estadual de saúde, Tadeu Marino, com esse dinheiro serão comprados mais carros fumasse, mais bombas costais e mais 100 cadeiras de hidratação, que vão estar a disposição dos municípios e dos prontos-atendimentos.

A nova campanha de combate ao mosquito da dengue tem um plano de enfrentamento da provável epidemia da doença no verão. "Além da prevenção e da estruturação dos municípios, nós estamos preocupados, principalmente, com a questão da assistência. Pois desses quase 50 mil casos, 25 foram a óbito. Vamos fazer com que uma rede de hospitais, que nós já identificamos no ES, possam estar preparados para atender o doente. Não teremos no estado um único hospital de referência, agora, é uma rede de hospitalar capacitada para receber e tratar a pessoa com dengue", enfatiza o secretario de saúde .

Segundo Marino, dessa forma, a população vai ser atendida e hidratada o mais rápido possível, a fim de, justamente, evitar a mortalidade. "Nós vamos trabalhar capacitando médicos, enfermeiros e, também, técnicos em enfermagem, pois são pessoas que estão voltadas para a assistência. Esses profissionais têm sensibilidade para identificar o doente ainda no pronto-atendimento". População

Entretanto, se a população não fizer a parte dela, nenhum desses investimentos terá validade. "É importante que todos participem do controle da dengue. Ainda continuamos com o maior número de focos, mais de 65%, dentro das casas. É muito importante para combater a doença o processo de mobilização social", lembra Tadeu Marino.

"A campanha será veiculada na TV e no rádio para justamente divulgar e chamar a sociedade capixaba para ajudar no combate ao mosquito da dengue. Vamos trabalhar para termos um verão tranquilo e com o mínimo possível de casos da dengue. É muito difícil estabelecer uma meta de casos da doença para 2012, o mais importante é diminuir o número de mortalidade", conclui o secretário.

veja também