MENU

Governo de MS decreta emergência em Corumbá após acidente em ponte

Governo de MS decreta emergência em Corumbá após acidente em ponte

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 9:49

Barcaça com minério de ferro bate em pilar da da ponte (Foto: Divulgação/PRF)

  O governo de Mato Grosso do Sul decretou situação de emergência em Corumbá, município 444 quilômetros distante de Campo Grande, depois do acidente ocorrido no domingo (8), com embarcação paraguaia, que bateu na pilastra de sustentação da ponte sobre o rio Paraguai. Na edição desta sexta-feira (13), do Diário Oficial do Estado, o decreto foi caracterizado como situação anormal por desastre relacionado com a danificação ou a destruição de obras de arte ou edificações por problemas de estrutura.

O acidente aconteceu quando comboio com 16 barcaças bateu em um dos pilares da ponte. Com o impacto, segundo decreto, ocorreu deslocamento de 11 centímetros da junta da margem direita e três centímetros do lado esquerdo. A rachadura aberta determinou a interdição total da ponte, na BR-262.

No dia seguinte, o trânsito foi parcialmente liberado para veículos de passeio, utilizando velocidade máxima de 40 quilômetros por hora e distância mínima de 100 metros. O tráfego de caminhões carregados de minérios de ferro, transporte recorrente por conta da usina em Corumbá, continua proibido.

Na inspeção feita por empresa de consultoria, foi avaliado que novo impacto sobre um dos apoios “poderá causar o colapso do trecho central da ponte, redundando em interrupção da travessia rodoviária por um período não inferior a 8 meses”. A redução do transporte pela ponte, único acesso rodoviária a Corumbá, deve causar danos econômicos ao Estado, conforme decreto.

Na terça-feira (10), o governador André Puccinelli visitou a ponte e disse que os reparos seriam feito mas que pediria ressarcimento do governo federa . O decreto é válido por prazo de noventa dias e entra em vigor a partir da data de publicação.        

veja também