MENU

Governo define quem será atendido por programa de combate à miséria

Governo define quem será atendido por programa de combate à miséria

Atualizado: Terça-feira, 3 Maio de 2011 as 9:20

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, apresenta nesta terça-feira (3), em Brasília, os critérios que serão usados pelo governo para determinar as famílias atendidas pelo programa Brasil sem Miséria, de combate à pobreza extrema no país.

O anúncio é aguardado com expectativa, já que a erradicação da miséria foi um dos principais compromissos assumidos pela presidente Dilma Rousseff na campanha eleitoral do ano passado. Nestes primeiros meses de governo, além disso, foram várias as ocasiões em que ela reiterou a importância de alcançar essa meta.

Na última sexta-feira (29), em um pronunciamento transmitido em cadeia nacional de rádio e televisão, a presidente adiantou que o lançamento do Brasil sem Miséria ocorreria nos próximos dias.

- Essa é uma grande bandeira do meu governo. Nas próximas semanas, daremos um passo importante para concretizá-la com o lançamento do programa Brasil sem Miséria. Ele vai articular e integrar novos e antigos programas sociais, ampliar recursos e oportunidades e, muito especialmente, mobilizar todos os setores da sociedade para a luta decisiva de acabar com a pobreza extrema em nosso país.

No evento de hoje, estarão presentes também os presidentes do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Eduardo Pereira Nunes, e do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), Márcio Pochmann, além da secretária extraordinária de Erradicação da Extrema Pobreza do Ministério do Desenvolvimento Social, Ana Fonseca.

O programa de erradicação da pobreza extrema deverá ser estruturado em três eixos: fortalecimento dos programas de transferência de renda, ampliação da oferta de serviços públicos e qualificação profissional.

Na semana passada, Dilma havia revelado que o governo cruzou dados do Censo 2010, do IBGE, para traçar um mapa da pobreza no país.

veja também