MENU

Governo do DF sanciona plano diretor para transporte urbano

Governo do DF sanciona plano diretor para transporte urbano

Atualizado: Quinta-feira, 5 Maio de 2011 as 9:03

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), sancionou na tarde desta quarta-feira (4) o Plano Diretor de Transporte Urbano e Mobilidade (PDTU), que reúne obras classificadas pelo governo como fundamentais para a realização dos jogos da Copa do Mundo de 2014 em Brasília.Com a assinatura do plano, o DF passa a concorrer a R$ 2,4 bilhões do Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade, do governo federal. O projeto vai financiar investimentos em transportes em cidades com mais de 500 mil habitantes.A seleção das propostas está prevista para este mês. A divulgação dos resultados deve ocorrer em junho. Caso o projeto do DF seja contemplado, o governo terá que realizar um terço das obras dentro de um prazo de 30 meses e ,em contrapartida, deve investir cerca de R$ R$ 425 milhões.

Orçado em cerca de R$ 7 bilhões, o PDTU se baseia na integração entre diferentes tipos de transportes e prevê a implantação do sistema de bilhetagem eletrônica, a conclusão da EPTG, a finalização das obras do Veículo Leve sobre Pneus (VLP) e a criação de corredores exclusivos para ônibus nos quatro principais eixos de circulação do DF.

“A partir de agora o DF está dotado de uma visão global. Então todos os projetos, mesmo que esparsos, terão uma ligação. Isso significa melhor uso dos recursos, visão de longo prazo e a capacidade de evitar coisas como a que tivemos agora, que foi a realização de apenas um terço da EPTG”, destacou secretario de Transportes, José Walter Vazquez.

Para garantir a sanção em tempo de concorrer aos recursos do PAC da Mobilidade, o governo e a Câmara Legislativa fizeram um esforço concentrado para aprovar o PDTU. O texto foi escrito pelo Executivo e aprovado pelos distritais em menos de quatro meses. “Quero cumprimentar todos os 24 deputados, porque acho que esse foi um projeto que extrapolou qualquer objetivo menor, é o tipo de projeto que demonstrou a união do povo de Brasília”, disse o governador.

veja também