MENU

Governo tem dinheiro para construir mais de um milhão de moradias, diz Lula

Governo tem dinheiro para construir mais de um milhão de moradias, diz Lula

Atualizado: Sexta-feira, 14 Agosto de 2009 as 12

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou ontem, 13 de agosto, que o governo tem dinheiro para construir mais de um milhão de moradias no país. "Temos dinheiro, as prefeituras já estão fazendo o cadastramento, se o cadastramento passar de um milhão de casas, vamos fazer mais de um milhão de casas nesse país", disse se referindo ao programa habitacional Minha Casa, Minha Vida no lançamento do programa Moradia Digna, do governo do estado de Goiás.

Muito elogiado nos discursos feitos pelo prefeito de Goiânia, Íris Rezende (PMDB), e do governador de Goiás, Alcides Rodrigues (PSDB), Lula criticou o ex-governador do estado, Marcone Perrilo (PSDB), que, segundo ele, quis levar o mérito pela obra de duplicação da BR-060, que liga Goiânia a Brasília.

"Essa obra não foi reivindicada por ele [Marcone Perillo], por que se ele gostasse tanto dessa obra, ele, que foi governador por oito anos, a poderia ter feito", disse. Perillo atualmente é senador  do PSDB e teve como vice-governador, Alcides Rodrigues, a quem apoiou nas últimas eleições.

Em seu discurso, o presidente da República que o governante que não usa o coração para as necessidades do povo, não serve para governar. "Se uma criança com fome não toca a alma de um governante, se o desemprego não toca a alma de um governante, se a violência sexual contra as meninas desse país não toca a alma de um governante, ele não serve para ser governante desse país, nem de lugar nenhum", afirmou.

Ao lembrar as eleições passadas, Lula disse que, naquela época, ouviu de muitas pessoas que deveria tomar cuidado com os formadores de opinião pública, pois eles iriam trabalhar contra o seu governo. Mas, de acordo com o presidente, a época dos formadores de opinião pública deixou de existir. "A era dos formadores de opinião pública acabou, quem forma opinião púbica hoje é o povo brasileiro, que não se permite mais enganar", disse.

veja também