Granada é detonada por Esquadrão Antibombas, no subúrbio do Rio

Granada é detonada por Esquadrão Antibombas, no subúrbio do Rio

Atualizado: Quarta-feira, 19 Outubro de 2011 as 8:55

A granada que foi jogada por suspeitos contra policiais durante um tiroteio na noite de terça-feira (18) na Avenida Dom Hélder Câmara, no subúrbio do Rio, próxima à Favela do Jacarezinho, foi detonada pelo Esquadrão Antibombas no início da madrugada desta quarta-feira (19), segundo informações da polícia.

Já a Avenida Dom Hélder Câmara, que chegou a ser interditada nos dois sentidos pela PM, foi liberada, de acordo com o Centro de Operações da cidade. O artefato não tinha explodido e ficou na pista, sem o pino. O Esquadrão Antibombas foi acionado, segundo informou a polícia.

De acordo com o comandante do 3º BPM, coronel Linhares, os suspeitos atiravam de dentro da Favela do Jacerezinho contra os agentes, que continuavam na avenida.

O tiroteio mais cedo deixou um homem morto e dois ficaram feridos, entre eles um PM, segundo informações do 3º BPM (Méier). O corpo do homem foi levado para o IML, segundo a polícia.

Perseguição e tiroteio

Segundo a polícia, o confronto começou quando uma viatura policial perseguiu um carro com  suspeitos que estariam praticando roubos na região. Perto da entrada da Favela do Jacerezinho, houve troca de tiros e um suspeito morreu e outro foi baleado.

Uma ambulância dos bombeiros foi ao local para prestar socorro. O PM foi atingido na virilha e, segundo a polícia, passa por cirurgia no Hospital Salgado Filho, no Méier, também Zona Norte. Ainda segundo a PM, não há operação na comunidade.        

veja também