MENU

Greve da Polícia Civil prejudica a remoção dos corpos, no ES

Greve da Polícia Civil prejudica a remoção dos corpos, no ES

Atualizado: Terça-feira, 27 Setembro de 2011 as 8:40

Greve da Polícia Civil prejudica a remoção dos corpos,

no ES (Foto: Reprodução/TV Gazeta)

  Um corpo foi encontrado em estado de decomposição na tarde desta segunda-feira (26), em um dos braços do Rio Jucu, um córrego que passa pela localidade de Biririca, entre os municípios de Viana e Domingos Martins, na Grande Vitória. O corpo encontrado só foi removido 10 horas depois por policiais militares e pelo Corpo de Bombeiros, já que os policiais civis paralisaram as atividades por 24h. Os oficiais reivindicam aposentadoria integral.

De acordo com policiais militares, a pessoa já havia morrido há vários dias e devido ao estado de putrefação do corpo, acelerado pelo contato com a água, não foi possível descobrir o sexo. Após ser retirado do córrego, o corpo foi colocado às margens da BR-262, até a chegada de um veículo que faria o transporte. O corpo foi encontrado por volta das 14h e só foi resgatado às 23h45 e levado para o Hospital da Polícia Militar em Vitória.

Na noite desta segunda-feira (26), um homem de 27 anos foi assassinado no bairro dos Alagoanos em Vitória. Ele foi morto por volta das 19h e só foi recolhido à meia noite. Segundo a polícia, o homem era suspeito de comandar o tráfico de drogas no bairro. Os militares ficaram vigiando o corpo por mais de 4h. De acordo com o Superintendente de Polícia Técnico Científica, o delegado André Neves, um rabecão de Colatina, no Noroeste do Espírito Santo foi acionado para recolher os corpos com a ajuda do Corpo de Bombeiros. Os corpos foram levados para o Hospital São Lucas.            

veja também