MENU

Greve de agentes penitenciários prejudica visitas em presídio no DF

Greve de agentes penitenciários prejudica visitas em presídio no DF

Atualizado: Quarta-feira, 19 Outubro de 2011 as 1:29

A greve dos agentes em atividade penitenciária e a paralisação de três dias dos policiais civis do Distrito Federal prejudicou a visita aos presos do Completo Penitenciário Papuda na manhã desta quarta-feira (19). Cerca de 700 pessoas tiveram a visita adiada para próxima segunda-feira (24).

Familiares reclamam que, além de não poderem encontrar os presos, não podem entregar os materiais básicos, como produtos de usos pessoais.

Os agentes devem realizar na tarde desta quarta-feira (19) assembleia, em frente à Papuda, para decidir os rumos da greve.

Os agentes em atividade penitenciária do DF, ligados à secretaria de Segurança, entraram em greve por tempo indeterminado no dia 6 de outubro. Segundo o Sindicato dos Agentes das Atividades Penitenciárias (Sindpen), a categoria reivindica aumento de 120% para ter os salários equiparados com agentes penitenciários da Polícia Civil do DF.   A 2ª Vara de Fazenda Pública considerou, no último dia 7, a greve dos agentes ilegal. Houve nesta terça-feira (18) uma tentativa de conciliação no Tribunal de Justiça do DF para o fim da greve dos agentes de atividade penitenciária. Uma nova audiência foi marcada para esta sexta-feira (21).

Polícia civil

Policiais civis do DF paralisaram atividades desde as 8h de segunda-feira (17). A previsão é que eles retornem ao trabalho nesta quinta (20). De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol), apenas crimes graves, como assassinatos e estupros, são registrados durante a paralisação. A categoria reivindica reajuste salarial de 13%, que cubra as perdas inflacionárias, além de implementação do plano de carreira e novas contratações.          

veja também