MENU

Grupo que registrou sigla PSD vai se juntar ao de Kassab, diz prefeito

Grupo que registrou sigla PSD vai se juntar ao de Kassab, diz prefeito

Atualizado: Quinta-feira, 7 Abril de 2011 as 1:34

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, disse nesta quinta-feira (17) que o nome da legenda que irá fundar será PSD (Partido Social Democrático), mesmo depois de políticos de Osasco, na região metropolitana, terem registrado em cartório um partido com a mesma sigla. No último dia 18, Kassab deixou o DEM com o objetivo de fundar um novo partido.

Acompanhado de Laudemir Alencar, eleito presidente do PSD na reunião que criou o novo partido, em fevereiro, o prefeito explicou que haverá uma junção entre os dois agrupamentos - o dele e o de Alencar.

“Quando ele [Alencar] foi fazer o registro, nós nem tínhamos iniciado a questão da legenda dentro do partido e, portanto, quando ele registrou o PSD, não havia ainda na nossa parte essa escolha”, explicou Kassab, que disse ser amigo de Laudemir Alencar há muitos anos.

“Quando houve essa escolha ele me ligou dizendo que estaria à disposição para trabalhar em conjunto. O seu grupo acabou entendendo que o ideal seria o partido deles mudar de legenda, e quem quisesse continuar no PSD, iria conosco. Essa é uma questão já resolvida há alguns dias. O PSD será uma legenda que ficará conosco, o próprio Lau estará no nosso partido”, declarou o prefeito.

Kassab e Alencar falaram sobre o assunto na manhã desta quinta (7) durante uma visita do prefeito à antiga sede do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, no Centro da cidade

“Eles escolheram uma legenda e alguns dias depois nós também. Teve essa feliz coincidência de ele ter essa disposição de marchar conosco. Senão, até escolheríamos outra legenda, sem problema nenhum”, disse o prefeito.

De acordo com Laudemir Alencar, apesar de os integrantes do PSD terem liberdade para criar outro partido, a maior parte dos membros da nova legenda deve se juntar ao grupo de Kassab.

“Existe a possibilidade de até se manterem nesse projeto, que será dirigido pelo prefeito Kassab. A gente já tinha esse projeto há mais de dois anos, ele se consolidou. Tudo foi idealizado dia 25 de fevereiro, foi registrado mês passado. Eu liguei para o prefeito Kassab depois de tomar consciência do anúncio do PSD, para a gente conversar a respeito. Porque é um projeto grandioso, e nós temos uma identificação, e comungamos do mesmo pensamento”, afirmou.

O novo partido

O estatuto do PSD foi publicado no "Diário Oficial da União" de 24 de março de 2011. O grupo liderado por Alencar protocolou o Registro de Atos Constitutivos do PSD no Cartório de 2º Ofício de Brasília no dia 29 de março de 2011. A ata da reunião de fundação da sigla, ocorrida em 25 de fevereiro, mostra que o encontro aconteceu em um apartamento na Asa Norte, na capital federal.

“O senhor presidente informou a todos da importância da criação de um partido que correspondesse aos anseios da população. Após várias pesquisas, estudos e discussões, foram apresentadas diversas opiniões, aparecendo na ocasião o surgimento da sigla PSD”, registra ata do encontro.

Ainda de acordo com o documento de fundação, a ideia de fundar o PSD surgiu em diferentes reuniões de amigos realizadas em Osasco (SP). Na primeira reunião da nova legenda, os participantes ainda definiram que o número da sigla seria o 41, mesmo utilizado pelo ex-presidente Juscelino Kubitschek.

A história de JK teria sido um dos fatores que motivou a escolha do nome da sigla pelo grupo. “Sendo a história do ex-presidente JK, que fora a maior expressão do PSD, por ocasião de sua vitória a Presidência da República em 1945, e por tudo que representou não só para o partido, mas para o país”, diz o documento.

No encontro de 25 de fevereiro, o grupo de Osasco definiu a criação de uma Comissão Executiva Nacional Provisória que seria a cúpula do novo partido.

Laudemir Lino Alencar foi escolhido presidente, Rogério Rodrigues da Silva, o 1º vice, e Délbio Camargo Teruel, o 2º vice, além de outros integrantes para os cargos de tesoureiro e de secretário-geral. Além dos nomes da direção partidária, foi anexado ao registro do novo partido a relação de 155 eleitores e membros fundadores do PSD.      

veja também