MENU

Guarda Municipal de SP prendeu 30 grileiros de áreas de risco em quatro anos

Guarda Municipal de SP prendeu 30 grileiros de áreas de risco em quatro anos

Atualizado: Terça-feira, 22 Fevereiro de 2011 as 8:31

O secretário de Segurança Urbana de São Paulo, Edsom Ortega, afirmou na segunda-feira (21) que, desde março de 2007, a Guarda Municipal já prendeu 30 grileiros que vendiam terrenos ilegais em áreas de risco de deslizamento e 80 depósitos de material de construção irregular.

A informação foi divulgada durante o anúncio da conclusão do mapa das áreas de risco de São Paulo. O estudo revelou que 29 mil moradias da cidade estão em zonas consideradas de risco "alto" ou "muito alto" de deslizamentos e enchentes.

A Guarda Municipal será um dos órgãos responsáveis por assegurar que não surjam novas residências em áreas consideradas de risco. O secretário disse que já foi feita a sinalização dessas áreas, mas reconheceu que muitas placas já foram arrancadas.

Ortega convocou a população a denunciar as tentativas de ocupação dessas áreas pelo telefone 153 da Guarda Municipal.

Ainda de acordo com Ortega, a região com maior ocorrência de tentativas de ocupação de áreas de risco em São Paulo e a zona sul.

Mapeamento

Além das 29 mil moradias em áreas de alto risco, o relatório elaborado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e divulgado na segunda-feira mostrou que outras 76 mil residências estão em áreas de risco considerado médio e baixo. No total, 105 mil famílias estão em zonas com algum risco. 

São cerca de 1.100 famílias que estão morando em áreas no nível descrito pelo prefeito Kassab como de risco "altíssimo". Dessas, 222 vivem na região da Vila Prudente, na zona leste de São Paulo. Kassab afirmou que 400 dessas famílias já foram removidas. As outras 700 restantes devem ser retiradas “nas próximas semanas”.     fonte: R7

veja também