MENU

Guarda municipal suspeito de pedir propina é demitido no Rio

Guarda municipal suspeito de pedir propina é demitido no Rio

Atualizado: Segunda-feira, 8 Novembro de 2010 as 1:39

O guarda municipal preso em flagrante no começo de agosto por pedir propina a um motoboy foi demitido nesta segunda-feira (8), através de um decreto do prefeito do Rio, Eduardo Paes, publicado no Diário Oficial. De acordo com a decisão, o guarda foi demitido por abandono de cargo, que é quando o funcionário público fica ausente do serviço, sem justa causa, por 30 dias consecutivos. O decreto ainda afirma que o guarda violou os preceitos éticos estabelecidos pelo estatuto dos funcionários públicos municipais.

Ele foi preso em 2 de agosto, suspeito do crime de concussão – quando um funcionário público exige vantagem indevida – por policiais civis da 14ª DP (Leblon). A pena pode chegar a oito anos de prisão.

Guarda teria pedido 'cerveja bem gelada'

Segundo o delegado Fernando Veloso, titular da 14ª DP, no dia do crime, uma sexta-feira, o motoboy foi parado pelo guarda municipal, que pediu para verificar a carteira de habilitação do condutor. Ao notar que se tratava de uma permissão para dirigir, o guarda exigiu que o motociclista lhe desse uma “cerveja bem gelada”, senão o multaria e, consequentemente, o motociclista não conseguiria renovar a habilitação. A permissão para dirigir não é a carteira de habilitação definitiva, e durante esse período, o motorista não pode receber nenhuma multa.

O delegado explicou que, após ouvir do motoboy que não tinha qualquer quantia em dinheiro naquele momento, o guarda municipal informou que aguardaria até a segunda-feira seguinte para que ele levasse R$ 200, caso contrário o multaria, pois havia guardado sua placa.

Após comunicar o fato na delegacia, a vítima foi orientada a se dirigir ao local determinado pelo guarda com a quantia exigida em quatro notas de R$ 50, que foram copiadas pelos agentes. Policiais da 14ª DP se dirigiram ao local e prenderam o guarda municipal em flagrante, no momento em que estava recebendo a quantia enrolada em uma flanela.

veja também