MENU

Henrique Meirelles entra para o PSD, partido de Kassab

Henrique Meirelles entra para o PSD, partido de Kassab

Atualizado: Sexta-feira, 7 Outubro de 2011 as 1:53

O ex-presidente do Banco Central no governo Lula (2003-2010), Henrique Meirelles, deve assinar a ficha de filiação do PSD e transferir seu domicílio eleitoral para a cidade de São Paulo.

A operação será consumada na tarde de hoje (7.out.2011), último dia para regularização de filiação partidária para políticos interessados em concorrer a prefeito ou a vereador no ano que vem.

No caso de Meirelles, ele se torna automaticamente mais uma opção do Partido Social Democrático para a disputa da Prefeitura de São Paulo em 2012. O PSD foi idealizado e é comandado pelo atual prefeito paulistano, Gilberto Kassab –egresso do DEM.

Meirelles não tem garantida a sua candidatura a prefeito. O preferido de Gilberto Kassab ainda é o atual vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos.

Mas, na realidade, a entrada do ex-presidente do Banco Central no PSD tem dois objetivos principais mais estratégicos. Primeiro, ele fica como uma espécie de “reserva de valor” do PSD para a disputa da Prefeitura de São Paulo. Andava um pouco sumido e volta a ser um player. Ganha mídia espontânea ao longo do próximos meses. Políticos reclamam, mas não vivem sem a imprensa.

O segundo objetivo da entrada de Meirelles no PSD é dar a essa sigla uma conformação mais robusta entre os representantes do establishment nacional. Embora tenha uma bancada na redondeza dos 50 deputados na Câmara, não se pode dizer que a sigla de Kassab seja um berço de intelectuais e políticos brilhantes. Exceto alguns dos principais idealizadores da sigla, a maioria é composta por ilustres desconhecidos. A chegada do ex-presidente do BC dá um verniz extra a essa nova agremiação.

Por fim, a outra leitura possível é que Gilberto Kassab está, de fato, tendo por enquanto um sucesso razoável na sua empreitada de montar um novo partido político no país.      

veja também