MENU

Herói de Realengo, no Rio, tem dia de folga para celebrar aniversário

Herói de Realengo, no Rio, tem dia de folga para celebrar aniversário

Atualizado: Sexta-feira, 15 Abril de 2011 as 1:25

Aniversário costuma ser uma data especial. Mas, este ano, para o sargento Márcio Alves, do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) da PM, a celebração de seus 39 anos de vida tem um gostinho diferente: o do reconhecimento de seu trabalho. Há uma semana, o policial é visto como um herói pela população por ter evitado que o assassino Wellington Menezes de Oliveira continuasse a matança de alunos na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio.

“Realmente está sendo um dia especial. Pedi um dia de folga para que o pessoal da PM não marcasse nenhuma entrevista. Mas ainda não consegui voltar a minha rotina. Fico feliz por ver o meu esforço, o meu trabalho ser reconhecido por ter evitado uma tragédia maior. Por onde passo sou reconhecido e cumprimentado”, comentou o PM, que está há 18 anos na corporação.

Recém-promovido a segundo sargento, Alves aproveitou a manhã desta sexta-feira (15) para visitar com calma a Latin America Aero & Defence (Laad), a feira de armas, no Riocentro, na Zona Oeste.

“Minha mulher não curte isso. Por isso, vim sozinho. Mas está sendo uma loucura, mesmo com uma farda diferente da usual, as pessoas me reconhecem, me cumprimentam e tiram até fotos. Virei celebridade. Brinco com os amigos, dizendo que estou me sentindo a própria Lady Kate (personagem do programa “Zorra total”, da TV Globo). Ela diz que tem dinheiro, mas falta o glamour. Eu conquistei o glamour, mas não tenho grana”, observou o policial.

Para ele, a primeira parte das celebrações de aniversário contempla o lado profissional. Ou seja, mesmo de folga foi preciso vestir farda para visitar a feira de armas. Já a segunda parte, vai ser dedicada ao marido, pai e amigo.

“Vou reunir família e amigos para um jantar num restaurante. Estou vivendo um momento particular na minha carreira e vamos celebrar isso. Gostaria que a tragédia não tivesse acontecido. Mas é muito bom ver nosso trabalho valorizado”, disse o aniversariante.

veja também