MENU

Homem confunde mulher com ex-amante e atira em duas pessoas

Homem confunde mulher com ex-amante e atira em duas pessoas

Atualizado: Terça-feira, 27 Julho de 2010 as 9:19

Uma criança morreu e uma mulher ficou ferida após serem baleadas em uma calçada na Vila Sabrina, Zona Norte de São Paulo. A polícia acredita que o autor dos disparos tenha confundido a mulher com a ex-amante dele.

A mulher estava com o filho de uma vizinha em frente a uma casa, pouco depois das 19h de segunda-feira (26), quando um homem passou em um carro e disparou cinco tiros.

A mãe da criança estava no local e viu quando o filho levou um tiro na perna e outro na cabeça. “Ele já chegou atirando”, disse Ana Paula Soares.

Os vizinhos reconheceram o suspeito, um pedreiro que costumava deixar a amante na porta da casa dela – o local onde ocorreram os disparos. A mulher contou que pouco antes do crime os dois brigaram e romperam a relação. Mas o homem, de 47 anos, que é casado, não aceitava o fim do relacionamento.

“Ele falou assim: ‘daqui 20 minutos eu passo aí e eu vou meter tiro. Você vai ver o que eu vou fazer’. Aí eu desliguei o telefone, peguei a menina na perua e fui para a casa da minha irmã. Passou um tempinho, chegou um sobrinho do dono da casa falando para mim: ‘seu namorado chegou lá atirando’”, explicou a mulher, que não quis se identificar.

Foi a descrição do carro do pedreiro dada pela ex-amante que ajudou a polícia a encontrá-lo. Depois de atirar na mulher e na criança, ele voltou para casa. Quando foi encontrado por policiais militares, estava dormindo.

“Ele disse ‘realmente fui eu, efetuei os disparos’. Foi dada voz de prisão, ele foi preso e o trouxemos para a delegacia”, explicou o sargento da Polícia Militar Lourenço dos Anjos.

Na casa do pedreiro a polícia apreendeu o revólver usado por ele – que tinha a numeração raspada.

A mulher que foi baleada, de 29 anos, foi levada para o Hospital do Jaçanã, onde passou por uma cirurgia e está fora de risco. O menino baleado morreu na Santa Casa de Misericórdia.

veja também