MENU

Homem é atropelado e morto após ter moto roubada na Marginal Pinheiros

Homem é atropelado e morto após ter moto roubada na Marginal Pinheiros

Atualizado: Sexta-feira, 18 Novembro de 2011 as 1:13

O homem que morreu atropelado por dois carros na Marginal Pinheiros, sentido Interlagos, na região da Ponte João Dias, em São Paulo, no início da manhã desta sexta-feira (18), teve a sua moto roubada instantes antes por dois homens armados não identificados quando voltava do trabalho. Os assaltantes fugiram com a moto e são procurados pela polícia.

Segundo a polícia, Luiz Carlos Ferreira tinha 41 anos. O motociclista voltava para casa depois de trabalhar na noite de quinta-feira (17) numa gráfica em Cotia, na Grande São Paulo. Por volta das 5h40, ele estava na Marginal Pinheiros, perto da Ponte João Dias, quando foi abordado por dois homens armados. Sem reagir, o operador de máquinas entregou a moto - que tinha acabado de quitar - e obedeceu à ordem dos bandidos para que saísse dali.

Assustado, ele saiu correndo entre os carros que passavam pela marginal, quando foi atropelado por um carro que o arremessou metros à frente. Em seguida, uma van que trafegava pela via não conseguiu parar e atingiu a vítima. Um passageiro de uma van não que não quis se identificar contou que não deu tempo de parar o veículo porque na pista expressa da marginal a velocidade máxima permitida é de até 90 km por hora. Luiz Carlos Ferreira morreu no local do acidente.

“A gente perde o chão”, disse a mulher de Ferreira, Luciana Lemos. “Morreu um trabalhador”, afirmou o irmão do operador, Carlos Ferreira.

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), os atropelamentos aconteceram por volta das 6h30. Os motoristas dos carros que o atingiram foram levados para uma delegacia, onde prestaram depoimento.

Nesta manhã, o trânsito foi interrompido para o trabalho da perícia do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Técnico Científica. O corpo do operador de máquinas ainda estava no meio da Marginal Pinheiros. A faixa da direita da pista permanecia interditada por volta das 7h30. Não havia registro de lentidão no horário.

A via com mais congestionamentos em São Paulo na manhã desta sexta era a Radial Leste, com 3,6 km de filas no sentido Centro, do Viaduto Bernardino Brito de Carvalho até a Rua Pinhalzinho.

O Corredor Norte-Sul também apresentava problemas, com 2 km de lentidão no sentido Santana, de 350 metros depois da Avenida Miruna até o Viaduto Borges Lagoa.        

veja também