Homem é preso após manter local de trabalho 'desumano'

Homem é preso após manter local de trabalho 'desumano'

Atualizado: Quinta-feira, 7 Julho de 2011 as 2:25

Um homem de 52 anos foi preso após manter três funcionários em condições 'desumanas' de trabalho em uma propriedade rural de Cascavel, na região Oeste do Paraná, na noite de quarta-feira (6). De acordo com as informações da Polícia Civil, os funcionários, que eram paraguaios,  trabalhavam em uma propriedade de hortifrutigranjeiros e aceitaram o trabalho, mas não sabiam quanto receberiam por isso e como seria o local onde ficariam instalados. O homem foi preso através de uma denúncia anônima.   O delegado Pedro Fernandes de Oliveira explicou ao G1 que os estrangeiros trabalharam 30 dias no local. "Eles trabalhavam durante o dia e a noite dormiam em um espaço, que pra mim, é considerado desumano, principalmente por causa das péssimas condições de higiene. Os colchões estavam em um estado deplorável, não havia condições de iluminação adequeda e o sistema sanitário não estava funcionando", afirmou o delegado.

Oliveira disse também que além de tudo, os três não tinham registro de trabalho. "Um deles me contou que nem pensou em proposta salarial porque sabiam que a moeda brasileira é mais 'forte' que a paraguaia, ou seja, qualquer pagamento seria lucro", disse.

O preso vai responder pelo crime previsto no artigo 149 do Código Penal, quando o funcionário é submetido a condições de trabalho "semelhantes" a de escravidão. Ele pode cumprir pena de dois a oito anos de prisão.

Os trabalhadores retornaram para o Paraguai em busca de um novo emprego.          

veja também