MENU

Homem é preso em SP por suspeita de oferecer falso emprego em Paris

Homem é preso em SP por suspeita de oferecer falso emprego em Paris

Atualizado: Segunda-feira, 3 Maio de 2010 as 3:14

No title Um homem de 42 anos foi preso na manhã desta segunda-feira (3) na Zona Sul de São Paulo por suspeita de aplicar o golpe do falso emprego em pelo menos sete pessoas. De acordo com a Polícia Civil, ele veiculou anúncios em emissoras de rádio de pelo menos duas cidades do interior de Minas Gerais oferecendo oportunidades de emprego na área da construção civil em Paris, na França.

Segundo o delegado-assistente Dalmir de Magalhães, do 96º Distrito Policial, no Brooklin, também na Zona Sul, o suspeito pedia às vítimas R$ 2.885 para providenciar a documentação necessária para a viagem. “Seis vítimas vieram para São Paulo de Vazante, em Minas Gerais, por orientação do preso. Ele dizia que o contrato seria firmado aqui”, explicou o delegado.

Em São Paulo, as vítimas se encontraram com o suspeito em uma sala comercial alugada por um dia. O local passava credibilidade para a transação, e assim os candidatos a emprego entregaram seu dinheiro. “Muitos disseram que fizeram empréstimo para ter a quantia, pediram dinheiro para a família”, disse Magalhães.

Após a entrega do dinheiro, o suspeito indicava um hotel para as vítimas, onde haveria uma reserva para elas. No local, as seis pessoas nada encontraram. De volta à sala comercial onde houve a transação, o homem não foi mais encontrado.

O caso era investigado pela polícia desde o fim de março, quando essas vítimas procuraram a delegacia e denunciaram o golpe. Os policiais entraram em contato com a empresa que fez a locação da sala comercial e pediram para que fossem avisados caso ele aparecesse novamente.

Nesta segunda, os policiais receberam a informação de que o homem havia alugado uma outra sala e fizeram o flagrante. Uma nova vítima – de Ituiutaba, também em Minas Gerais - estava prestes a entregar o valor pedido – o mesmo do caso anterior - quando os policiais chegaram ao local.

De acordo com o delegado Magalhães, o suspeito não negou o golpe – disse apenas que na ocasião anterior foram duas vítimas, e não seis. “Ele confirmou que fez o golpe mesmo, propagou a falsa oportunidade, disse que precisava de dinheiro e acabou atuando dessa forma”, disse o delegado.

A divulgação da falsa oportunidade de trabalho era feita em cidades do interior para atrair pessoas humildes. “Ele largou essas pessoas sem dinheiro, sem nada aqui. Muitos eram desempregados”, disse Magalhães. Apesar de morar em São Paulo, o golpista tem documentos de Minais Gerais, segundo a polícia.

O telefone usado pelo suspeito foi apreendido. A polícia vai investigar agora se o homem aplicava outros golpes semelhantes e se há outras vítimas. Ele foi indiciado por estelionato no inquérito aberto em março, será autuado por tentativa de estelionato nesta segunda e será transferido para um Centro de Detenção Provisória.

Por Juliana Cardilli

veja também