MENU

Homens em situação de escravidão são resgatados em fazenda de MT

Homens em situação de escravidão são resgatados em fazenda de MT

Atualizado: Sexta-feira, 23 Setembro de 2011 as 11:46

Treze trabalhadores que viviam em situação análoga à escravidão em uma fazenda do Pantanal mato-grossense foram resgatados durante uma operação conjunta entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Polícia Federal em uma fazenda localizada a 130 quilômetros do município de Rondonópolis. O grupo vivia em locais improvisados, sem banheiro ou qualquer assistência médica. Os próprios trabalhadores fizeram a denúncia para o MPT.

Por cinco meses, os trabalhadores viviam na fazenda em barracas de lona e não tinha acesso a banheiros. As necessidades fisiológicas eram feitas no mato. Segundo o MPT, as treze pessoas, sendo duas mulheres, dormiam em camas com colchões velhos e sujos, chegando a comer até comida estragada. Uma parte dos trabalhadores era encarregada de fazer cercas na fazenda e a outra, tinha como dever colocar veneno em cupis e plantação de babaçu.   Um dos trabalhadores resgatados, Juscelino Nascimento, afirma que nenhum deles usava equipamentos de segurança. ''Só deram a botina e um chapéu de palha. O veneno derramava nas costas porque a bombinha era manual. Muito perigoso. Direto a gente tinha dor de cabeça'', relatou.

O MPT chegou ao local por meio de denúncia dos próprios trabalhadores. Alguns deles não tinham carteira de trabalho assinada. O grupo inteiro morava no local e só saia para receber o salário uma vez por mês.

Além de serem totalmente expostos à doenças e outros perigos, não tinham auxílio médico ou qualquer benefício. Eles disseram que aceitaram o emprego no local por necessidade financeira.

Segundo o auditor fiscal Gerson Antônio Delgado, eles aguardam a finalização do processo. ''Será lavrado diversos autos de infração e correrá também no MPT um Termo de Ajuste de Conduta ou uma Ação Civil Pública'', detalhou.

veja também