MENU

Hopkins diz que papel em 'O ritual' é mais interessante desde Hannibal

Hopkins diz que papel em 'O ritual' é mais interessante desde Hannibal

Atualizado: Sexta-feira, 28 Janeiro de 2011 as 12:20

O ator britânico Anthony Hopkins afirma que seu papel em "O ritual", filme sobre exorcismos que nesta sexta-feira estreia nos Estados Unidos, é o "mais interessante" desde que em 1991 interpretou Hannibal Lecter em "O Silêncio dos Inocentes", com o qual ganhou o Oscar.

"Não foi difícil colocar-me no papel... Levou dois minutos. O roteiro era redondo e é assim que começa, com roteiro bem escrito e com diretor excepcional, Mikael Hafstrom", disse Hopkins em entrevista à Agência Efe, na qual também se referiu aos seus próximos projetos.

"Estou trabalhando com [o diretor brasileiro] Fernando Meirelles. Vou fazer um filme com ele em abril, chamado '360'."

Com roteiro de Michael Petroni ("As crônicas de Nárnia: a viagem do peregrino da alvorada") baseado no livro do jornalista Matt Baglio sobre um caso real de exorcismo, "O ritual" relata a história de Michael Kovak, um jovem padre americano que, no meio de uma crise de fé, viaja até o Vaticano para assistir a uma aula de exorcismo.

O veterano Hopkins classificou de "extraordinário" o trabalho do jovem ator irlandês Colin O'Donoghue, em seu primeiro papel protagonista e em uma grande produção americana.

Sobre o papel como padre Lucas, Hopkins, de 73 anos, assinala que "é um bom homem que está um pouco obsessivo com o que faz, realiza exorcismos. E acredita nos exorcismos com uma grande paixão".

Sobre suas crenças pessoais, o ator assinalou que não é "nem ateu, nem agnóstico. Acho que agora acredito não em um deus pessoal interessado em meus assuntos, mas em um deus do universal, em uma mente divina universal".

"É um mistério, por isso mantenho uma mente aberta a tudo isso. Acredito em algo muito maior do que eu, um poder maior. Posso chamá-lo Deus, como posso chamá-lo de qualquer outro nome", acrescentou.

Precisamente essa posição pessoal levou a participar da elaboração do roteiro após consultar o diretor. "Queria dar outra dimensão. É um sacerdote que perdeu sua fé. Disse (a Hafstrom) que eu gostaria de acrescentar algumas linhas, e (nelas) digo que há dias nos quais não sei no que acredito, se em Deus ou em Papai Noel", explicou.

Para dar vida ao padre Lucas, Hopkins aprendeu latim e italiano. "A única preparação que faço como ator é aprender o necessário para o personagem, aprendo até que se torne real", contou o ator. Hopkins, que conservou a nacionalidade britânica, mas que se tornou americano há alguns anos, não quer ouvir falar de voltar ao seu país natal e confessa que os Estados Unidos o "encanta, é um país maravilhoso".

"O ritual", rodado em Roma e em Budapeste, conta com a participação da brasileira Alicia Braga e estreia no Brasil em 11 de fevereiro.

veja também