MENU

'É hora de enfrentar os riscos', diz Jobim sobre operações no Rio

'É hora de enfrentar os riscos', diz Jobim sobre operações no Rio

Atualizado: Sexta-feira, 26 Novembro de 2010 as 4:27

O Ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou na tarde desta sexta-feira (26) que a integração das esferas federal e estadual tem o objetivo único de combater a criminalidade no Rio de Janeiro. "Esse não é o momento de contornar riscos e sim de enfrentar riscos", afirmou Jobim sobre a situação enfrentada em virtude da onda de ataques no estado.

Ainda segundo Jobim, os   800 militares do Exército   foram cedidos inicialmente para realizar proteção de perímetro, cercar terreno e dar apoio logístico. "Entendemos que havia necessidade de proteção de perímetro das forças estaduais e federais, de suprir essas deficiências de efetivo para a ocupação de áreas conflagradas que são definidas nessa esfera estadual", afirmou o ministro.

"A operação, inicialmente, do Governo federal, que era de apoio logístico, acaba se transformando em operação de garantia da lei e da ordem", concluiu.

A entrevista de Jobim foi dada após reunião dos responsáveis pelas forças de segurança. Participaram da reunião o governador Sérgio Cabral, o vice-governador Luiz Fernando Pezão, o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, o comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, o chefe de Estado Maior das Forças Armadas, general José Carlos de Nardi, o senador e ex-secretário da Casa Civil, Régis Fichtner, o senador Francisco Dornelles, o superintendente da Polícia Federal no Rio, Angelo Gioia, o comandante do Comando Militar do Leste, general Adriano Pereira Júnior, o comandante do 1º Distrito Naval, vice-almirante Carlos Augusto de Souza, o comandante do 3º Comar, major brigadeiro-do-ar Elcio Picchi, o secretário estadual de Saúde, Sérgio Cortes, e o comandante do Corpo de Bombeiros, Pedro Machado.    

veja também