MENU

Horário de verão começa à 0h de domingo em três regiões do país

Horário de verão começa à 0h de domingo em três regiões do país

Atualizado: Sexta-feira, 15 Outubro de 2010 as 8:49

A partir da zero hora do próximo domingo (17), começa o horário de verão no país. Quando o relógio apontar a meia-noite de sábado, os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão adiantar os relógios em uma hora. Participam do ajuste moradores do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Segundo o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia (MME), Ildo Grüdtner, o objetivo da medida é diminuir o consumo e a demanda de energia no país, gerando economia financeira e de recursos naturais. O horário de verão se estenderá até o dia 20 de fevereiro de 2011.

Ao adiantar o ponteiro do relógio, o Brasil “ganha” mais uma hora de claridade ao final do dia. Assim, aproveita melhor a luz natural no período de suprimento mais crítico do dia (das 18h às 21h), quando as pessoas voltam para casa, tomam banho, e a iluminação pública é ativada.

O horário de verão deve gerar uma economia de pelo menos R$ 80 milhões para o país, sem contar os recursos que deixarão de ser investidos na capacidade de geração de energia, segundo o governo. No período, a redução da demanda evitará investimentos em termos de capacidade de cerca de R$ 2 bilhões, afirma o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Hermes Chipp.

Segundo o diretor-geral, no período, o horário de maior consumo de energia passará das 18h às 21h para 19h às 22h. Com mais uma hora de luz natural, a expectativa é que a demanda por eletricidade caia entre 4,6% e 5% nos horários de pico. "Com maior luminosidade, o cidadão aproveita melhor o dia", disse.

Fuso

Com as mudanças trazidas pelo ajude no relógio, o Brasil continental passará a ter três fusos horários. O primeiro é compreendido pelas unidades da federação do Sul (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná) e Sudeste (São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo), mais Goiás e Distrito Federal –todos seguem o horário de Brasília.

Com uma hora a menos, aparecem o Nordeste (Bahia, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão), além do Tocantins, Pará, Amapá, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Com duas horas a menos em relação à Brasília, estão Acre, Amazonas, Roraima e Rondônia.

Eleição

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o horário de verão não deve influenciar na divulgação dos resultados do segundo turno das eleições.

Apenas os institutos de pesquisa, a exemplo do que ocorreu no primeiro turno, deverão aguardar o início da apuração em cada Estado –de acordo com o fuso local– para começar a divulgar a pesquisa de boca-de-urna.

Diferentemente do que ocorreu em eleições passadas, quando o horário de verão foi adiado para depois do pleito, a medida começará a vigorar este ano na data prevista porque as urnas eletrônicas já estão programadas para fazer a adaptação automaticamente.    

veja também