MENU

Hotéis do litoral têm poucas vagas disponíveis

Hotéis do litoral têm poucas vagas disponíveis

Atualizado: Quarta-feira, 5 Janeiro de 2011 as 8:25

Os donos de hotéis e pousadas do litoral paranaense não têm do que reclamar desta temporada de verão. Depois da lotação máxima nas festas de fim de ano, os estabelecimentos já estão quase repletos de reservas de janeiro até o Carnaval, em março. Quem quiser passar os próximos meses nas praias do Paraná deve correr para garantir vaga.

Na Pousada Praia Mansa, em Caiobá, metade das vagas do estabelecimento já estão reservadas para este mês. Até o final de janeiro será difícil conseguir vagas na pousada. Para o Carnaval, 30% da ocupação está reservada.

“Este fim de 2010 e início de 2011 está sendo excepcionalmente melhor do que outros anos”, comenta Ghazi Helaihel, proprietário da pousada há oito anos. O estabelecimento tem 48 vagas.

Para as festas de fim de ano e primeira semana de 2011, ele recebeu turistas de Curitiba, interior do Paraná, Mato Grosso, Rondônia e Minas Gerais. Em média, o custo diário na Pousada Praia Mansa é de R$ 80 por pessoa.

A Pousada Casarão, também em Caiobá, teve que recusar clientes no Ano Novo devido à imensa procura. Para janeiro, a movimentação também será intensa. Só vão existir algumas vagas na pousada na última semana deste mês.

A primeira semana de fevereiro já está lotada e o mês que vem já vai garantir ao estabelecimento 50% da ocupação. “Para esta época do ano, as reservas começaram em julho do ano passado”, conta Jane Nogueira, que cuida da parte administrativa da pousada. Na alta temporada, o apartamento para seis pessoas custa R$ 240 por dia.

Para janeiro também restam pouquíssimas vagas no Fragata Hotel, na praia mansa de Caiobá. Há intervalos somente de um a dois dias disponíveis. A média de reservas é para uma semana.

“Para o Carnaval também já está lotado”, afirma Roberto Santos Pereira, chefe de recepção do hotel. A professora universitária aposentada Maria Ignez Marins fez a reserva dela para o Ano Novo e os primeiros dias de 2011 no final de outubro do ano passado. “Há 14 anos eu passo aqui. A gente faz a reserva bem antes para garantir o apartamento”, explica.

Melhor

As vagas na Pousada Luar de Caiobá se esgotaram rapidamente para janeiro. Há poucos lugares somente nos dias 7 e 8 de janeiro. “Estamos lotados até o último final de semana de janeiro. Já temos muitas reservas para o Carnaval e muita gente já reservando para a Páscoa.

Esta temporada está realmente sendo bem melhor do que outras”, revela Fernando Michelotto, proprietário da pousada há 11 anos. Ele esclarece que a maioria dos hotéis e pousadas fazem somente pacotes nesta época do ano porque é o momento de faturar para garantir o restante de 2011. “Não podemos desperdiçar com um ou dois dias”, declara Michelotto.

Turistas devem gastar mais

Hotéis, pousadas, restaurantes e bares esperam um gasto maior dos turistas nesta temporada de verão em relação a outros anos. Segundo estimativas da associação da categoria no litoral paranaense, a temporada 2010/2011 deve movimentar R$ 1,5 bilhão em 92 dias. Na temporada passada, em virtude das chuvas fortes de janeiro, a economia nas cidades litorâneas movimentou apenas R$ 850 milhões.

“As reservas estão aceleradas até março. A maioria está vendendo pacotes de três a cinco dias. Janeiro está muito mais adiantado do que outros anos. O turista está gastando mais e esta é uma tendência nacional”, indica José Carlos Chicarelli, presidente da Associação de Hotéis, Pousadas, Restaurantes, Bares e Casas Noturnas do litoral paranaense. Ele estima que cada turista ou veranista gaste, por dia, R$ 45 nesta temporada de verão.

veja também