MENU

Idosa que foi espancada no interior de SP diz estar com medo

Idosa que foi espancada no interior de SP diz estar com medo

Atualizado: Quarta-feira, 25 Maio de 2011 as 2:59

Angelina Soares escondeu dinheiro das duas criminosas (Foto: Reprodução/TV Tem)

  Cinco dias após ser espancada por duas assaltantes, a aposentada Angelina Soares Salleme, de 89 anos, afirmou nesta quarta-feira (25) estar com medo da violência. A idosa mora sozinha em uma casa na cidade de São Manuel, a 259 km de São Paulo.

As criminosas –uma de 22 anos e a outra de 17– invadiram a residência na sexta (20) atrás de dinheiro. Angelina negou à dupla ter qualquer quantia e, por isso, levou chutes e socos, principalmente na cabeça. “Uma delas queria me matar”, disse por telefone ao G1 a idosa. Bem humorada, ela ri quando lembra, com riqueza de detalhes, os momentos em que era ameaçada.

A aposentada chegou a desmaiar e passou a noite em casa. Os vizinhos só foram perceber o crime no outro dia de manhã por causa de manchas de sangue na janela. Já as criminosas fugiram levando alimentos da geladeira, pratos e copos, mas foram detidas. A jovem de 22 anos foi para a cadeia e a adolescente, para a Fundação Casa (antiga Febem).

  Inicialmente, a aposentada contou para parentes e para a imprensa que não tinha dinheiro na casa. Nesta quarta, porém, ela revelou que escondeu R$ 90 sob um criado-mudo. “Uma coisa me mandou esconder o dinheiro, que uso para pagar pão, leite.” A polícia aconselha que, em situação semelhante, a vítima não reaja nem minta para os criminosos e entregue os pertences.

Parentes que moram em Sorocaba, também no interior, assustados com a agressão, decidiram levar a idosa para a casa de uma das netas, a dentista Luciana Cristina Egea, de 38 anos. “A gente queria que ela morasse aqui. Mas minha avó tem um pequeno defeito: é teimosa.”

Apesar de temer a violência, Angelina quer voltar o quanto antes para sua casa em São Manuel, cidade com apenas 38.342 moradores, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Se Deus quiser, volto amanhã.” Sua família, porém, pretende levá-la de volta apenas na semana que vem.

Por conta da insistência da aposentada em retornar para casa, Luciana agora procura alguém para ficar com a avó. “Eu aceitei a companhia. Mas quero só para dormir comigo, não para morar. Ninguém me aguenta”, concluiu, gargalhando, Angelina.        

veja também