MENU

Idoso é suspeito de oferecer bolacha para abusar de menina em MS

Idoso é suspeito de oferecer bolacha para abusar de menina em MS

Atualizado: Quarta-feira, 6 Julho de 2011 as 5:32

Um aposentado de 68 anos foi preso, durante a tarde desta terça-feira (5), suspeito de oferecer comida para abusar sexualmente de uma menina de seis anos em Três Lagoas, cidade a 338 quilômetros de Campo Grande. Segundo a Polícia Civil, os crimes eram praticados na presença do irmão de 10 anos da vítima e outra menina de 6 anos.

O caso é investigado na Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM). De acordo com a delegada titular Letícia Móbis, o idoso levava as crianças para um terreno baldio atrás de uma escola municipal, na região norte da cidade.

Na terça-feira, uma funcionária do estabelecimento de ensino viu a vítima só de calcinha em cima do aposentado e acionou as polícias Militar e Civil. Preso em flagrante e levado para a 1ª DP de Três Lagoas, o idoso negou, segundo Letícia, que estivesse praticando qualquer tipo de abuso. Disse que a menina caiu acidentalmente em um córrego, tirou as roupas para secar, escorregou e caiu em cima do colo dele.

A vítima e suspeito, segundo a delegada, moram em um bairro humilde nas proximidades do terreno onde o crime acontecia. A criança, de acordo com Letícia, contou ter feito sexo oral no idoso e deixava que ele também fizesse nela em troca de bolachas e outros tipos de comida. As demais crianças disseram não permitir os abusos, mas de acordo com a delegada, acompanhavam o estupro da colega.

Os pais da vítima, segundo Letícia, ficaram chocados com o ocorrido. Eles disseram que a filha já havia contado que o vizinho apresentava comportamentos suspeitos e a proibiram de ver o idoso. Entretanto, de acordo com a delegada, o suspeito interceptava as vítimas a caminho da escola e as levada para o terreno baldio. A escola apresentou folha de presença onde constam as faltas dos alunos. Os pais disseram desconhecer as abstenções.

De acordo com a delegada, o suspeito deve ser indiciado por estupro de vulnerável e deve ser transferido para o presídio de segurança média de Três Lagoas. A vítima passará por exame corpo de delito durante a tarde desta quarta-feira (6).            

veja também