MENU

Imagens mostram mais uma UPA do Rio sem médicos

Imagens mostram mais uma UPA do Rio sem médicos

Atualizado: Sexta-feira, 24 Junho de 2011 as 12:14

Um dia depois de verificar que três Unidades de Pronto Atendimento (UPA) na Zona Oeste do Rio estavam sem médicos , uma equipe do RJTV percorreu nesta sexta-feira (24) duas unidades do subúrbio. Em uma delas, não havia pediatra. Os flagrantes foram feitos com uma câmera escondida. Pacientes reclamam que os médicos costumam faltar, principalmente, nos feriados.

Em Irajá, os clínicos não haviam chegado pouco depois das 7h, horário previsto para a troca de turno dos profissionais. Uma técnica de enfermagem informou que não haveria pediatria nesta sexta. Já no Engenho Novo, todos os profissionais estavam presentes.

Na quinta-feira (23), nas UPAs de Santa Cruz e Campo Grande, foi registrado que alguns médicos ainda não tinham chegado para trabalhar.

No caso da UPA de Campo Grande, a secretaria informou que os profissionais que estavam de plantão foram trabalhar, mas chegaram atrasados. Apenas um profissional não compareceu, porque teve dispensa médica.

Clique aqui e veja o horários de plantão dos médicos que trabalham nas UPAs. Os nomes dos médicos escalados para o plantão são publicados diariamente no site da Secretaria estadual de Saúde. A medida é para que qualquer pessoa possa cobrar a presença dos profissionais.

Os profissionais de Saúde que faltam ou se atrasam sem justificativa podem ser advertidos, receber desconto nos salários, suspensão ou podem até ser demitidos.

Além do salário de R$ 5 mil por mês em média, os médicos do estado do Rio recebem por fora, quando dão plantões extras. Por plantão, os clínicos ganham R$ 1.600 nos dias de semana e R$ 2 mil nos fins de semana. Os pediatras, a cada plantão, ganham R$ 2.100, de segunda a sexta, e R$ 2.600 nos fins de semana.

Mas a gratificação parece não garantir a presença dos profissionais. Quem esteve nesta sexta na UPA de Irajá, com crianças passando mal, teve que procurar atendimento em outro lugar.        

veja também