Implantação de novo sistema para tirar CNH em SP é adiada outra vez

Implantação de novo sistema para tirar CNH em SP é adiada outra vez

Atualizado: Quinta-feira, 20 Janeiro de 2011 as 2:11

A implantação do novo sistema do Detran para diminuir a burocracia na hora de tirar a primeira carteira de motorista foi adiada pela segunda vez nesta quinta-feira (20) em São Paulo. A previsão era que o sistema começasse a funcionar nesta manhã.

O problema agora é que o Detran vai mudar de secretaria, como anunciado pelo governador Geraldo Alckmin desde o começo de janeiro.

Com o novo sistema de emissão de carteira de habilitação, a etapa do processo chamada de pré-cadastro não vai mais ser feita nas unidades do Detran. O candidato vai preencher os dados em casa mesmo, no computador. A chamada e-CNH deveria ter sido implantada em 20 de dezembro do ano passado, mas a data foi adiada. Com esse novo adiamento, não há previsão de quando entrará em vigor.

Enquanto isso, o que se ouve é muita reclamação de quem precisa dos serviços do Departamento de Trânsito, principalmente depois que a sede mudou do Ibirapuera para o Centro da cidade.

A ideia era descentralizar os serviços, mas Luciano Wagner Moreira, que mora perto do local, teve que ir até a Avenida do Estado para agendar a coleta eletrônica da impressão digital.

A chamada coleta biométrica é um problema para quem precisa transferir a CNH de outra cidade. Na unidade da Avenida do Estado, perto do metrô Armênia, só tem vaga para a segunda semana de fevereiro.

E há fila para tudo. Amanda Nascimento Dias quis economizar o dinheiro do despachante e levou o documento. Foram 20 minutos de espera e muitas queixas.

O diretor da Divisão de Habilitação, Ricardo Petisco, diz que o órgão busca a excelência na prestação dos serviços.

O novo sistema da e-CNH, por exemplo, deve economizar tempo e aumentar a segurança. Nas cidades do interior onde já está em funcionamento, todos os envolvidos no processo precisam usar um aparelho que funciona como uma identidade digital. A intenção é diminuir as fraudes.

Outro lado

A Secretaria da Casa Civil informa que o atraso na implantação da CNH eletrônica se deve à falta de treinamento dos funcionários e que todos os problemas nesse período de transição serão investigados. O trabalho da comissão que está cuidando das mudanças administrativas no Detran deve durar 60 dias.    

veja também