MENU

Imprensa tem liberdade de publicar o que bem entender, diz Lula

Imprensa tem liberdade de publicar o que bem entender, diz Lula

Atualizado: Terça-feira, 24 Agosto de 2010 as 2:25

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira (23), durante o lançamento da primeira emissora de televisão outorgada a um sindicato no Brasil, que a imprensa no país tem “plena liberdade de publicar o que bem entender”.

Lula participou em São Bernardo do Campo (Grande SP) da inauguração da TV do Trabalhador (TVT), emissora educativa outorgada em outubro de 2009 à Fundação Sociedade, Comunicação, Cultura e Trabalho, entidade mantida pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC paulista.

O presidente leu o discurso de cerca de 10 minutos, em que lembrou o trabalho que deu origem à emissora. Quando era deputado federal, em 1987, o própria Lula apresentou o pedido de concessão de licença para a criação da emissora ao então ministro das Comunicações, Antonio Carlos Magalhães.

Em um único trecho lido de improviso, o presidente afirmou que um dos objetivos da nova emissora será “informar o povo com mais isenção”.

“Se nós temos uma TV hoje, é porque nós queremos ter conteúdo, ter qualidade e informar o povo com mais isenção do que até agora ele está sendo informado”, disse Lula.

O presidente afirmou ainda em seu discurso que “o único juiz da imprensa é o público”. “O brasileiro está cada vez mais consciente e sabe muito bem distinguir o que é informação e o que distorção dos fatos, o que é bom e o que é mau jornalismo”, afirmou.

Presidente da CUT fala em "eleger mulher presidente"

Quem deu tom eleitoral ao lançamento em seu discurso foi o presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique, que citou a criação da TV e a eleição de Lula como vitória sobre o preconceito, para logo completar: "Com certeza, vamos continuar vencendo preconceitos, elegendo, por exemplo, uma mulher para presidente da República do Brasil", afirmou.

A TVT terá uma hora e meia de programação própria por dia. O restante da programação será fornecido pela TV Brasil, Tv Câmara e TV Senado. Será transmitida em VHF, UHF e TV por assinatura para dez estados, além de estar disponível pela internet.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também