MENU

Inaugurado o Museu dos Três Pandeiros, úlltima obra de Oscar Niemeyer

Inaugurado o Museu dos Três Pandeiros, úlltima obra de Oscar Niemeyer

Atualizado: Sexta-feira, 14 Dezembro de 2012 as 9:11

 

museu NiemeyerFoi inaugurado na noite desta quinta-feira (13) em Campina Grande o Museu de Arte Popular da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), o ‘Museu dos Três Pandeiros’, segundo o arquiteto Luiz Marçal, integrante da equipe de Niemeyer e responsável pela obra na Paraíba, o projeto é o mais recente concluído no mundo com a assinatura de Niemeyer.
 
Na cerimônia, houve a solenidade de transição da reitoria da universidade, passando da gestão de Marlene Alves para Antonio Rangel Junior.
 
O evento teve início com o hino nacional cantado por Adília Uchoa e celebração religiosa com bençãos do padre Assírio. A assessora técnica de museus da Paraíba, Silvia Cunha Lima, afirmou que o local está pronto para abrigar o acervo cultural do estado. “Nossa cultura está pronta para morar nesta casa”, afirmou.
 
 Várias homenagens ainda foram rendidas pelo cordelista Manoel Monteiro e a dramaturga Lourdes Ramalho, dentre outros. A reitora Marlene Alves afirmou se sentir orgulhosa do trabalho realizado.
 
“Tenho orgulho de dizer que encerramos nosso mandato com consciência e de mãos limpas. Oscar Niemeyer estava também orgulhoso de fazer parte do cartão postal de Campina Grande, fruto de trabalho de muitos paraibanos”, disse Marlene.
 
Transição
A inauguração do ‘Museu dos Três Pandeiros’ contou com evento de transição da reitoria da UEPB. Encerrando mandato de oito anos, a reitora Marlene Alves passou o comando da instituição a Antonio Guedes Rangel Junior.
 
“Meu último ato como reitora é uma expressão de gratidão. Sonhamos com uma universidade de excelência e nesta instituição continuarei a trabalhar, prestando serviço à comunidade e ajudando a escrever o sucesso da UEPB”, assegurou Marlene.
 
Empossado como novo reitor da universidade, o reitor Rangel Junior agradeceu à gestão anterior pelo trabalho realizado e afirmou que pretende manter o funcionamento administrativo da UEPB.
“Agradeço a todos que acreditaram na nossa proposta. Quando se acredita no sonho que se pode construir, se tem garra e força de vontade que não dá para imaginar”, afirmou o novo reitor.
 

veja também