Indicação de Tombini para presidir o Banco Central é lida em Plenário

Indicação de Tombini para presidir o Banco Central é lida em Plenário

Atualizado: Sexta-feira, 3 Dezembro de 2010 as 3:59

A mensagem do preside Luiz Inácio Lula da Silva com a indicação de Alexandre Tombini para o cargo de presidente do Banco Central foi lida em Plenário, nesta sexta-feira (3), pelo senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR). Diretor de Normas e Organização do Sistema Financeiro do BC desde 1996, ele foi escolhido pela presidente eleita, Dilma Rousseff, para substituir Henrique Meirelles. O atual presidente do BC foi aprovado para o cargo ainda no final do governo Fernando Henrique, que encaminhou a mensagem com sua indicação depois de entendimentos com Lula, no período de transição.

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), havia anunciado na quinta-feira (2) que a votação da mensagem (MSF 312/10), em Plenário, está sendo programada para a próxima terça-feira (7). No mesmo dia, pela manhã, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) deve sabatinar o indicado.

Tombini tem 47 anos e é gaúcho de Porto Alegre. Funcionário de carreira do BC, ocupou, entre outras funções, o cargo de Diretor de Estudos Especiais e a chefia do Departamento de Estudos e Pesquisas. Já passou também por outros órgãos do Executivo, como os ministérios do Planejamento e da Fazenda, coordenando áreas de análise de conjuntura internacional.

O indicado também atuou, entre 2001 e 2006, como assessor sênior da Diretoria Executiva no escritório da representação brasileira junto ao Fundo Monetário Internacional (FMI). Economista formado pela Universidade de Brasília (UnB), é Ph.D na mesma área, pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos.

veja também