MENU

Investigador de MT é indiciado por cobrar para descumprir mandado

Investigador de MT é indiciado por cobrar para descumprir mandado

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 3:23

A Corregedoria Geral da Polícia Civil informou nesta sexta-feira (13) que concluiu o inquérito que apurou a conduta do investigador Edivaldo Santos Moraes, preso por extorsão no dia 3 deste mês acusado de cobrar até R$ 20 mil para não cumprir mandado de prisão. Com o investigador, a polícia também encontrou 14,5 quilos de maconha, no porta-malas da viatura.

O agente atua na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em Cuiabá e estava em um veículo descaracterizado da polícia no momento em que foi preso em flagrante pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco). A polícia encontrou com ele o valor de R$ 3 mil e 14,5 quilos de maconha escondidos dentro de uma mala no porta-malas do carro.

De acordo com informação divulgada pela assessoria da polícia, o investigador foi indiciado nos crimes de transporte de droga, concussão qualificada pelo concurso de agentes (extorsão, praticada por agente público) e resistência à prisão. O inquérito foi encaminhado para a 9ª Vara Criminal de Cuiabá.

Em depoimento ao Ministério Público, o acusado confessou o recebimento de propina em diversos outros casos, mas negou envolvimento com o tráfico de drogas. A Corregedoria também já expediu portaria para instauração do processo administrativo contra o policial, que pode resultar na exoneração do investigador, por se tratar de falta de quarto grau.      

veja também