MENU

Irmã de empresária que promoveu festa em barco morreu no naufrágio

Irmã de empresária que promoveu festa em barco morreu no naufrágio

Atualizado: Segunda-feira, 23 Maio de 2011 as 4:02

Corpo de vítima do naufrágio é retirado do Lago Paranoá (Foto: Reprodução/TV Globo)

  O corpo resgatado nesta segunda-feira (23) de uma das vítimas do naufrágio ocorrido no domingo no Lago Paranoá, em Brasília, é da irmã da dona da empresa que organizou a festa na embarcação. O evento foi promovido pelo AV Buffet, empresa do Recanto das Emas, que realiza festas e confraternizações no Distrito Federal.

Em entrevista ao G1, antes de o corpo ter sido reconhecido pelo cunhado dela, a dona da empresa, Vanda Pereira, disse que o evento no barco era uma confraternização para funcionários e familiares das pessoas que trabalhavam na empresa. “A lista de convidados era de 80 pessoas e havia 11 tripulantes no apoio, contando com o comandante e seu ajudante.”

O acidente aconteceu por volta das 21h de domingo, e as primeiras buscas seguiram até cerca de 2h desta segunda (23). Ao todo, 94 pessoas sobreviveram ao naufrágio, mas a embarcação tinha mais de 100 pessoas. Em nota, a Marinha disse que o barco tinha capacidade para 92 pessoas .

Barco 'Imagination' cerca de duas horas antes do acidente (Foto: Reprodução/TV Globo)

  De acordo com o garçom Dionísio Maffini, funcionário do buffet e um dos sobreviventes do acidente, a empresa costumava fazer festas na embarcação. “A gente realizava eventos semanais neste barco e sempre tinha problema, principalmente com a entrada de água na parte inferior. O proprietário já tinha sido comunicado por diversas vezes da situação”, disse.

O G1 tentou entrar em contato com os responsáveis pelo barco, mas os telefones de contato estavam desligados. Na casa do empresário, ninguém atendeu às ligações.

O comandante Airton da Silva Maciel confirmou em depoimento na delegacia que a embarcação apresentava problemas. "Observei na saída que estava mais para o lado que afundou, para a esquerda. Orientei o pessoal a ficar um pouco mais à frente, à direita, para ela equilibrar, para o barco compensar. Foi o que fizemos”, declarou.

Buscas

As buscas pelos desaparecidos foram retomadas por volta das 6h desta segunda. Após o acidente, os bombeiros diziam haver sete desaparecidos, mas o número foi corrigido para oito.

  Depois do resgate do corpo nesta manhã, os bombeiros passaram a considerar a possibilidade de haver mais uma pessoa desaparecida, porque um nome pode estar repetido na lista de passageiros. De acordo com os bombeiros, 94 pessoas foram resgatadas na noite de domingo.

“Não recebemos uma lista fechada dos passageiros do barco, por isso não é possível dizer por enquanto quantas pessoas estavam a bordo”, afirmou o coronel Luis Blumm, do Comando Operacional do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal.              

veja também