MENU

Itapecerica da Serra já estuda restrições ao tráfego de caminhões

Itapecerica da Serra já estuda restrições ao tráfego de caminhões

Atualizado: Quinta-feira, 30 Setembro de 2010 as 8:20

As restrições ao tráfego de caminhões na Marginal Pinheiros e em algumas vias importantes do bairro do Morumbi, na Zona Sul de São Paulo, têm complicado o trânsito fora dos limites da capital paulista. É o caso de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, que virou rota para caminhões que estão em busca de alternativas para driblar as restrições à circulação em São Paulo. A prefeitura da cidade já estuda aplicar restrições à circulação dos veículos pesados.

Nas ruas de Itapecerica, a intensificação do tráfego de caminhões é facilmente percebida pelos moradores. “Sem opções, os caminhões acabam passando pela Estrada de Itapecerica e pelo centro da cidade. Você precisa ver entre 7h e 9h. É cada carreta passando por ruas estreitas”, afirma o empresário Luiz Dirickson, de 57 anos, morador de Itapecerica.

A Estrada de Itapecerica tornou-se uma opção para o caminhoneiro que vai para região de Santo Amaro ou para Pinheiros e que não pode circular pela Marginal Pinheiros. “Quando vou para Santo Amaro, pego a Estrada de Itapecerica e quando chega lá perto da Marginal pego por dentro. É cheio de quebradas. Ficou bom mesmo foi para os ladrões”, observa José Manuel dos Santos, de 53 anos.

Quando questionado se a Estrada de Itapecerica da Serra, que liga a capital à cidade vizinha, virou uma alternativa para escapar das restrições ao tráfego de caminhões, o caminhoneiro Luís Alberto dos Santos, de 56 anos, morador de Embu, afirma: “Não é opção, é castigo. Antigamente, quando ia ao Ceasa, pegava a marginal. Hoje pego a Estrada de Itapecerica. Para evitar a 15 de Novembro (uma das avenidas principais de Itapecerica) é preciso atravessar o Parque Paraíso para pegar o Rodoanel em Embu.” O caminhoneiro diz que “a Estrada de Itapecerica é estreita e tem muitos faróis”.

O secretário de Segurança, Trânsito e Transportes de Itapecerica da Serra, João Pereira, afirma que o município ainda não tem dados consolidados, mas já constata um aumento expressivo no tráfego de caminhões nas últimas semanas. “Teve um aumento muito grande de caminhões vindos de Santo Amaro e Pinheiros. Eles passam obrigatoriamente pelo centro da cidade.”

A Prefeitura de Itapecerica já estuda a aplicação de restrições. “Estamos aguardando termos em mãos os dados [comprovando o aumento no número de caminhões] para tomar uma atitude. Estamos pensando seriamente em aplicar algumas restrições de horário para circulação. Já pensamos em adotar até rodízio de caminhões. Como vamos fazer? Proibir os caminhões de entrar na cidade? Não posso”, declara o secretário.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de São Paulo foi consultada sobre o aumento do fluxo de caminhões na Estrada de Itapecerica, mas não se manifestou.

veja também