Jogador usa tatuagem que diz: "só Deus pode me julgar"

Jogador usa tatuagem que diz: "só Deus pode me julgar"

Atualizado: Quarta-feira, 31 Março de 2010 as 12

Ibrahimovic é um cara que possui um ego gigantesco. Menor talvez apenas que o seu talento. Ainda assim, é algo que, por vezes, o atrapalha. Não que o atacante se importe com isso. Prova de sua postura indiferente ao que vem de fora é uma das 11 tatuagens que carrega em seu corpo. No último final de semana, ao fim do jogo contra o Mallorca, ela chamou a atenção da imprensa espanhola. Flagrada pelas câmeras, dizia o seguinte: "só Deus pode me julgar". Convenhamos: nada mais Ibrahimovic que isso.

Gravadas há três anos, quando ainda jogava na Itália, as palavras representam bem a personalidade do sueco. Um jogador com um repertório infindável de jogadas, mas que também apresenta uma facilidade impressionante para se envolver em polêmicas. Uma delas, aliás, pode servir como motivador para o confronto desta quarta-feira, contra o Arsenal, no Emirates Stadium: o "não" dos Gunners ainda em seu início de carreira.

Ibrahimovic jura de pés juntos que isso nunca ocorreu. "Eu não fiz teste no Arsenal, fui apenas conhecer o clube. Um olheiro estava na Suécia e desejava me convidar para ir até o Arsenal. Wenger queria que eu fizesse um teste, mas eu disse "eu não faço testes. Eu irei apenas porque você sabe quem eu sou". O goleador era apenas um garoto naquela época, tinha 18 anos, jogava em seu país, no Malmo, mas, como se vê, já achava que o universo girava ao seu redor. Mais uma vez: nada mais Ibrahimovic..

O técnico dos londrinos, Arsène Wenger, se culpa profundamente por não tê-lo contratado. Alguns anos atrás, em confronto contra a Juventus por essa mesma Liga dos Campeões, ele fez a confissão. "Me arrependo por toda a vida. Se vocês soubessem com quantos jogadores já errei a mão".

Ibrahimovic tem hoje mais uma oportunidade para mostrar o que Wenger perdeu. Ibra é daqueles caras que não aceitam muito bem a derrota, e essa é uma daquelas que marcou a sua carreira. Uma boa atuação só irá coroar o seu bom momento. Com três gols nos últimos três jogos, o atacante parece estar retomando a boa forma do início da temporada. O sueco se exige muito, tem auto-crítica. Em declarações à imprensa, vinha mostrando a sua insatisfação com o seu desempenho, ainda que Guardiola e seus colegas façam questão de ressaltar a sua importância para o grupo.

Ter ido tão mal contra o Zaragoza e ser obrigado a contar com a solidariedade de Messi para marcar um gol é demais para Ibrahimovic. Da mesma forma que acompanhar o seu agente, Mino Raiola, cobrar mais protagonismo para o seu pupilo foge em muito ao seu perfil. Ibra se mostrava agressivo em campo, teve a sua atenção chamada por Guardiola, não é uma situação que o agrade. Logo mais, ele pode seguir com a sua volta por cima.

O atacante volta à Terra da Rainha para cobrar uma velha dívida ainda pendente. Em quatro jogos contra ingleses, jamais venceu. Será hoje o dia do acerto de contas?

Por: Marcus Alves

veja também