MENU

Jornalistas do Estadão e do Guardian continuam desaparecidos na Líbia

Jornalistas do Estadão e do Guardian continuam desaparecidos na Líbia

Atualizado: Quinta-feira, 10 Março de 2011 as 10:52

O jornal britânico The Guardian anunciou nesta quinta-feira que desde domingo perdeu contato com um de seus jornalistas na Líbia, onde viajava na companhia de Andrei Netto, enviado do jornal paulista O Estado de S. Paulo, igualmente desaparecido.

Ghait Abdul Ahad, um experiente jornalista de nacionalidade iraquiana que trabalha para o Guardian desde 2004 na Somália, Sudão, Iraque e Afeganistão, estava há duas semanas cobrindo a rebelião no oeste da Líbia.

Seu último contato com o jornal, estabelecido através de uma terceira pessoa, aconteceu no domingo, quando se encontrava em Zawiya, cidade do oeste de Trípoli e cenário nos últimos dias de violentos combates entre os insurgentes e as forças leais a Muamar Kadhafi.

"O Guardian esteve em contato com funcionários do governo em Trípoli e Londres, e pediu a eles que proporcionem toda ajuda possível na busca de Abdul Ahad", acrescenta o jornal.

Abdul Ahad viajava junto a Andrei Netto, o correspondente do Estadão em Paris, enviado para cobrir o conflito líbio, e um guia líbio que os acompanhava, segundo o jornal paulista.

"Segundo informações não confirmadas obtidas na quarta-feira pelo jornal, Netto teria sido detido pelo governo líbio junto a seus dois acompanhantes", afirma o Estadão, que também diz ter perdido qualquer contato com seu jornalista no domingo passado, quando ele se encontrava em Zawiya.

veja também