MENU

Jovem atropelada por ex-árbitro é liberada de hospital

Jovem atropelada por ex-árbitro é liberada de hospital

Atualizado: Segunda-feira, 26 Setembro de 2011 as 9:05

A estudante Carolina Rodrigues, de 19 anos, atropelada no sábado (24) pelo ex-árbitro e jornalista Oscar Roberto Godói em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, teve alta do hospital na noite deste domingo (25). A jovem voltou ao hospital com fortes dores de cabeça fez exames e foi levada para casa. Ela também havia sido atendida no sábado, após o acidente. O acidente ocorreu por volta de 17h na Rua Doutor Hamilton Prado, em Franco da Rocha, quando Carolina, a filha, de 6 meses, a mãe, Beth Rodrigues, 42, e o marido Rogério Santos de Oliveira, 32, tinham saído para fazer compras.   A jovem foi atendida no sábado após o atropelamento e liberada no mesmo dia. Na ocasião, o delegado Luís Roberto Hellmeister, responsável pelo caso, havia informado que a vítima tinha sofrido “escoriações leves”. No entanto, Beth contou que a filha está com “as costas ralada, em carne viva”. Acompanhado do delegado, Godói aceitou fazer exame de sangue para o teste de embriaguez. Até a manhã desta segunda-feira (26), o resultado ainda não estava pronto.

A mãe de Carolina afirmou que o ex-árbitro estava embriagado quando atingiu a família na faixa de pedestre. “Ele não falava coisa com coisa. Não tinha nem condições de ficar em pé”, disse Beth. “Eu tirei as chaves do carro para ele não sair dali”, completou a mãe da vítima, querendo evitar que o ex-árbitro deixasse o local antes da chegada da polícia.

Em entrevista ao G1 , Godói negou que estivesse bêbado ao volante, como afirmam os parentes da vítima. Questionado duas vezes pela reportagem, respondeu apenas “não” e afirmou: “deduziram isso”. Ele não quis dar detalhes do acidente e informou que pretende ajudar a família da moça. “Já fiz contato com a mãe dela e me coloquei à disposição para prestar todo o socorro necessário. É o mínimo que posso fazer para amenizar a dor dela”, contou Godói.

Já o delegado Hellmeister disse que Godói admitiu em depoimento ter bebido. “Ele estava em uma comemoração, foi honesto, disse que ingeriu certa quantidade de bebida alcoólica e que não estava correndo”, afirmou o delegado. Segundo a polícia, o ex-árbitro vai responder por lesão corporal e embriaguez ao volante.          

veja também